Escolas de Pensamento Econômico

Comparações entre Diferentes Escolas de Economia

Do autor que escreveu “O menor livro econômico no mundo“; e “23 coisas que não vão te dizer sobre capitalismo” (link para download nos Comentários), foi lançado o guia de bolso final de Ha-Joon Chang sobre as diferenças (e semelhanças) entre todas as escolas de pensamento econômico.

Como Chang discute em seu novo livro,

  • apesar do que os especialistas querem que você acredite, há mais do que uma única forma de pensar a economia.
  • as pessoas têm sido levados a acreditar que, como a Física ou a Química, a Economia é uma “ciência” em que há apenas uma resposta correta para tudo; assim, os não especialistas deveriam simplesmente aceitar o “consenso profissional”, isto é, entre os idolatras de O Mercado, e parar de pensar em alternativa.
  • ao contrário do que a maioria dos economistas quer levar a crer, não existe apenas um tipo de Economia: a Economia Neoclássica. Na verdade, existem nada menos que nove tipos diferentes, ou Escolas, como esses tipos são conhecidos. E nenhuma dessas Escolas de Pensamento Econômico pode reivindicar superioridade sobre as outras e menos ainda o monopólio sobre a verdade.

A tabela acima deve ajudá-lo a superar o seu receio inicial frente às linhas alternativas de pensamentos econômicos — e incentivá-lo a estudá-las! Um economista completo conhece todas! Coisa que os economistas ortodoxos denigrem por ignorá-las…

Leia maishttp://www.thelittlebluebook.co.uk/

Lembrei-me que publiquei tabelas similares no primeiro capítulo do meu livro “Economia em 10 Lições“, lançado no ano 2000. Confira abaixo:

Leia maishttp://fernandonogueiracosta.wordpress.com/2011/12/26/15432/

Obras Clássicas da História do Pensamento EconômicoPrincipais Correntes do Pensamento Econômico ContemporâneoEscolas de Pensamento Econômico

Brasil dos Bancos: Finalista do Prêmio Jabuti 2013

logojabuti2012

Economia, Administração e Negócios

1) “Belíndia 2.0: Fábulas E Ensaios Sobre O País Dos Contrastes” (Civilização Brasileira), de Edmar Bacha
2) “As Leis Secretas da Economia” (Zahar), de Gustavo H. B. Franco
3) “Resiliência” (Elsevier), de Paulo Yazigi Sabbag
4) “Desenvolvimento Humano, “Indústrias Criativas”, Favelas E “Os Estatutos Do Homem” (Ode Ao Amor, À Vida E À Liberdade)” (José Olympio), de João Paulo Dos Reis Velloso (Coord.)
5) “Brasil Dos Bancos” (Edusp), de Fernando Nogueira da Costa
6) “Cuidado E Cuidadoras: As Várias Faces do Trabalho do Care” (Atlas), de Helena Hirata E Nadya Araujo Guimarães
7) “A Dinâmica Do Sistema Produtivo Da Saúde: Inovação e Complexo Econômico-Industrial” (Fiocruz), de Carlos A. Grabois Gadelha, José Maldonado, Marco Vargas, Pedro R. Barbosa e Laís Silveira Costa
7) “Análise Avançada Das Demonstrações Contábeis: Uma Abordagem Crítica” (Atlas), de Eliseu Martins, Josedilton Alves Diniz E Gilberto José Miranda
8) “Desenvolvimento Sustentável 2012-2050” (Elsevier), de Fernando Almeida
9) “Muito Trabalho, Pouco Stress: Conheça Joe Labor, E Talvez Um Pouco Mais Sobre Você” (Évora), de André Caldeira
10) “Nova Classe Média? – O Trabalho Na Base Da Pirâmide Social Brasileira” (Boitempo), de Marcio Pochmann
10) “Gestão De Natureza Pública E Sustentabilidade” (Manole), de Arlindo Philippi Jr.

Continuar a ler

Bancos em Minas Gerais: 1889-1964

Observei que não postei minha Dissertação em Mestado em Economia pelo DEPE-IFCH-UNICAMP, defendida em 1978, no meu blog! Fiz o download de sua versão escaneada pela Biblioteca Digital da UNICAMP. Esta Dissertação foi a primeira em História Econômica a receber Menção Honrosa no Prêmio BNDES. No meu livro “Brasil dos Bancos“, publicado em 2012, eu resgato partes dela no terceiro e quarto capítulos, porém não coloquei nenhuma estatística que se encontra nessa versão original.

Leia maisCosta,FernandoNogueirada – Bancos em Minas Gerais 1889-1964 – Dissertação de Mestrado

 

 

Palavra de Especialista apresentado pela Rádio Câmara

Segue o link do programa Palavra de Especialista apresentado hoje pela Rádio Câmara (96.9 Mhz – FM) sobre o livro de minha autoria “Brasil dos Bancos”.

http://www2.camara.gov.br/radio/materias/PALAVRA-DE-ESPECIALISTA/427551-O-RISCOS-DO-SISTEMA-BANCARIO-BLOCO-1.html

http://www2.camara.gov.br/radio/materias/PALAVRA-DE-ESPECIALISTA/427552-O-RISCOS-DO-SISTEMA-BANCARIO-BLOCO-2.html

Venda do livro “Brasil dos Bancos”

A divulgadora da EDUSP foi conferir as vendas com a Seção de Contratos: foram vendidos, até 12 de setembro, 298 exemplares. Disse-me: “Parabéns! É uma vendagem muito expressiva para tão pouco tempo de lançamento” [dois meses]. De acordo com o relatório de vendas, o maior número de pedidos foi feito pelas várias unidades da Livraria Cultura.”

Continuar a ler

Livro de Fernando Nogueira da Costa vence prêmio da Cofecon

Fonte: Portal da UNICAMP

A obra Brasil dos Bancos, escrita pelo professor Fernando Nogueira da Costa, do Instituto de Economia (IE) da Unicamp, foi contemplada com o primeiro lugar na categoria livro no XVIII Prêmio Brasil de Economia, concedido pelo Conselho Federal de Economia (Cofecon). O docente receberá R$ 10 mil. A cerimônia de entrega da premiação ocorreu na quarta-feira (12), no Hotel Dayrel, em Belo Horizonte.

Segundo Fernando Costa, desde a Idade Média o que dá, de fato, o reconhecimento do mérito de um profissional é a avaliação por seus pares corporativos. “Meu livro ter sido contemplado por esse prêmio representou para mim, sob o ponto de vista simbólico, o coroamento de minha carreira de pesquisador dedicado a conhecer a história do capitalismo financeiro no Brasil. É motivo de orgulho, pois se tratava de tema ainda inédito na historiografia brasileira”, considera.

De acordo com ele, a premiação também serve de incentivo à continuidade de suas pesquisas. Atualmente, o docente do IE está recebendo bolsa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) para estudar as perspectivas do financiamento do desenvolvimento brasileiro. “Considerarei as possibilidades de lançamento de novos produtos financeiros de longo prazo, o bônus demográfico que propiciará maior fonte de recursos, a securitização do crédito imobiliário, a constituição do Fundo de Riqueza Soberana com recursos gerados a partir da extração de petróleo de águas profundas, entre outros temas”, adianta Fernando Costa.

O economista diz ser indispensável destacar o apoio recebido pelo ambiente intelectual estimulante do IE-Unicamp. Ele também agradece o reconhecimento dado pela Editora da USP ao seu livro. “Foi inesquecível, para mim, ouvir a seguinte frase do diretor-presidente da Edusp, professor Plínio Martins Filho: ‘Esta obra é inédita e coroa sua carreira. Quero publicá-la!’”. Brasil dos Bancos faz uma análise profunda e original da história bancária do país nos últimos 200 anos, sustentada em estudos desenvolvidos ao longo de quase 30 anos de carreira acadêmica do autor.

Serviço

Título: Brasil dos Bancos

Autor: Fernando Nogueira da Costa

Editora: Edusp

Páginas: 532

Preço: R$ 74,00

Concentração está no DNA dos bancos, diz economista (Entrevista à Folha de S.Paulo, 25/08/12)

Para autor, ter escala e acesso popular é estratégico para as instituições

ELEONORA DE LUCENA (FOLHA DE SÃO PAULO, 25/08/12)

Os bancos precisam olhar além dos milionários da “elite branca” e massificar sua clientela para ter sucesso no Brasil. Essa é uma das teses centrais de Fernando Nogueira da Costa, 60, em “Brasil dos Bancos”, que conta a história do sistema nacional.

Ex-mestre de Dilma Rousseff, professor de economia da Unicamp e ex-dirigente da Caixa e da Febraban (federação dos bancos), ele diz que a concentração está no DNA dos bancos e não significa competição menor. Confira.

Continuar a ler

Brasil dos Bancos: Livro analisa a história bancária do país nos últimos 200 anos (Jornal da Unicamp, Campinas, 13 de agosto de 2012 a 19 de agosto de 2012 – ANO 2012 – Nº 535)

O sistema bancário do Brasil pode contribuir para consolidar a democracia, ampliar a justiça social e melhorar a qualidade de vida da população, desde que saiba aproveitar as perspectivas de negócios que se apresentam, “crescendo junto com a mobilidade social de seus clientes”. A avaliação, que pode causar estranheza àqueles que enxergam os banqueiros como a encarnação do demônio, é defendida no recente livro do professor Fernando Nogueira da Costa, do Instituto de Economia (IE) da Unicamp. Intitulada Brasil dos Bancos, a obra, editada pela Editora da Universidade de São Paulo (Edusp), faz uma análise profunda e inédita da história bancária do país nos últimos 200 anos, sustentada em estudos desenvolvidos ao longo de quase 30 anos de carreira acadêmica do autor.  Carreira que, registre-se, continua em franca produção. “Minha próxima pesquisa, que já está em andamento, pois recebi bolsa de pesquisa do IPEA [Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada], tratará do papel do BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social] no financiamento da infraestrutura nacional”, avisa o economista.

Continuar a ler