Qualidade de Vida

As nações escandinavas, as atuais Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega e Suécia, têm elevada renda per capita e contam com eficientes sistemas de previdência social, que proporcionam alta qualidade de vida para sua população, possuindo os maiores IDH – Índice de Desenvolvimento Humano no mundo. Além desse estado de bem-estar, a mesma origem histórica e cultural – entre 800 e 1050, os vikings conquistaram e colonizaram a região –, a localização geográfica, o que mais os países nórdicos têm em comum?

Talvez a resposta a essa questão, por genérica que seja, possa dar pista, ou melhor, indicar o caminho para outros países perseguirem esse objetivo: alta qualidade de vida para sua população.

A primeira semelhança é o tamanho de suas populações, relativamente reduzido. Em 2009, a Dinamarca possuía 5,5 milhões habitantes; a Finlândia, 5,2 milhões; a Islândia, 307 mil; a Noruega, 4,7 milhões; e a Suécia, 9,0 milhões. A elevada renda per capita deriva da combinação da alta média educacional dessas pequenas populações com desenvolvimento tecnológico que permitiu explorar as riquezas naturais da região. Isso ocorreu sob forma de indústria de madeira e papel, exportação de pescados e seus derivados, extração de petróleo e gás natural, produção de veículos, produtos químicos, celulares, setores de alta tecnologia, como telefonia, uso de internet.

Continue reading “Qualidade de Vida”