Primeiros Resultados Definitivos do Censo 2010

A população do Brasil alcançou a marca de 190.755.799 habitantes na data de referência do Censo Demográfico 2010 (noite de 31 de julho para 1º de agosto de 2010). A série de censos brasileiros mostra que a população experimentou sucessivos aumentos em seu contingente, tendo crescido quase vinte vezes desde o primeiro recenseamento realizado no Brasil, em 1872, quando tinha 9.930.478 habitantes. É o que constata a Sinopse do Censo Demográfico 2010, que contém os primeiros resultados definitivos do XII Recenseamento Geral do Brasil. A publicação oferece uma série de informações sobre a Evolução Demográfica entre 1950 e 2010, dados populacionais por sexo e grupos de idade, média de moradores em domicílios particulares ocupados e número de domicílios recenseados, segundo a espécie (ocupados, vagos, fechados, uso ocasional, coletivos) e situação urbana e rural.

Na última década, a população brasileira cresceu mais devagar, em direção às regiões Norte e Centro-Oeste e rumo às cidades médias. Dados do Censo 2010 mostram que o crescimento do número de habitantes é o mais baixo da história: 1,17% ao ano, em média, entre 2000 e 2010. O Brasil segue tendência de desaceleração do crescimento populacional, observada nos países desenvolvidos, e terá, a partir de 2030, declínio do número de habitantes.

A urbanização do país atingiu taxa recorde em 2010, de 84,4%. Mas o ritmo de crescimento dessa taxa também começou a diminuir, uma vez que, como ressalta Camarano, a população rural já é pequena e não há mais grandes contingentes para migrar para as cidades. A proporção de pessoas vivendo em cidades no Brasil supera a observada nos Estados Unidos de 82%, de acordo com o CIA WorldFactbook. Na China, a parcela está em 49,7%. Na Índia, o grau de urbanização é ainda menor: 30%.

O maior crescimento das regiões Norte (2,09%) e Centro-Oeste (1,91%) se explica, em grande parte, pelas novas oportunidades de emprego, especialmente no agronegócio. Observa-se crescimento urbano nessas regiões, e não na zona rural. A região Sul, que desde 1970 apresentava expansão populacional de cerca de 1,4%, foi a que menos cresceu na última década (0,87% ao ano).

O Censo 2010 também mostra que são as cidades médias, de 100 mil a 500 mil habitantes, que ganham mais participação na população do país. As pequenas cidades com até 10 mil habitantes e as grandes cidades, acima de 5 milhões, reduzem sua participação.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s