Remuneração da Diretoria e dos Conselheiros

Fernando Torres (Valor, 18/04/2011) informa que os diretores das companhias abertas brasileiras receberam em média R$ 1,86 milhão ao longo de 2010. Isso representa aumento de 36% sobre o ganho médio de 2009. Os dados consideram remuneração fixa, bônus e pagamento baseado em ações de 189 empresas de capital aberto. Incluindo não apenas o pagamento aos diretores, mas também aos conselheiros de administração e conselheiros fiscais, as empresas gastaram ao todo R$ 3,29 bilhões em 2010. Esse valor supera em 33% o desembolso total realizado em 2009, de R$ 2,48 bilhões.

Para este ano de 2011, a previsão é que o valor total gasto com executivos e conselheiros aumente 20%, para R$ 3,94 bilhões, conforme propostas enviadas pelas empresas para aprovação dos acionistas. No ano passado, apesar do aumento de 33% no gasto total, o crescimento da despesa ficou abaixo da estimativa máxima, que chegava a 42% de alta. Se houvesse alguma companhia aberta que seguisse todas as médias de mercado, ela teria sete diretores estatutários e oito conselheiros de administração. O gasto com a diretoria seria de R$ 14,88 milhões e com o conselho, de R$ 2,39 milhões.

Encabeçando a lista das diretorias mais bem remuneradas em 2010 entre as empresas de capital aberto do país aparece o Itaú Unibanco, com pagamento médio de R$ 14,4 milhões per capita. Em seguida está a OSX, fabricante de navios em estágio pré-operacional do grupo EBX, de Eike Batista, com R$ 13,3 milhões por diretor. Em terceiro está a HRT, empresa de petróleo que também não opera e abriu o capital no fim de 2010. A média nesse caso ficou em R$ 11,6 milhões. Em comum, essas três empresas possuem agressivos planos de pagamento baseado em ações, que não representam entrada de caixa imediata para o executivo, mas sim potencial ganho futuro com a valorização dos papéis ao longo de vários anos.

O levantamento mostra apenas o pagamento médio porque muitas empresas grandes ainda usam a liminar judicial que permite às associadas à regional Rio do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef-Rio) não revelar o maior e o menor salário pago dentro de cada órgão administrativo. Assim, o dado pode esconder distorções, já que determinado pagamento volumoso a apenas um executivo pode elevar a média geral.

Por exemplo, um único conselheiro de administração da OGX, empresa de petróleo do grupo EBX, de Eike Batista, recebeu R$ 50 milhões em opções de compra de ações da empresa em 2010. O valor é maior que os R$ 19,7 milhões recebidos pelo diretor mais bem remunerado da companhia e é superior ao ganho dos administradores de todas as empresas que divulgaram os dados. Os papéis que garantiram essa soma milionária foram cedidos pelo próprio Eike, sem que os minoritários tenham sido diluídos.

A empresa não foi a única que informou pagamento maior aos conselheiros, em comparação com os valores destinados aos diretores. No Bradesco, isso ocorre tanto na remuneração média quanto na máxima, já que a instituição não usa a liminar do Ibef-Rio e divulga as informações requeridas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), ao contrário dos rivais privados Itaú Unibanco e Santander. Em termos de média, a remuneração no Bradesco fica em R$ 3,36 milhões na Diretoria, formada por 82 pessoas, e em R$ 9,48 milhões no Conselho, que tem sete integrantes. A remuneração máxima na Diretoria foi de R$ 9,36 milhões em 2010, enquanto no Conselho chegou a R$ 11,52 milhões.

O levantamento foi feito com base nos dados do Formulário de Referência – documento anual de informações das companhias abertas – que foram divulgados por conta da convocação da assembleia geral ordinária de 2011. Nos casos de empresas abertas em que os diretores e conselheiros recebem tanto da holding como de subsidiárias, os valores foram somados. Quando o pagamento das subsidiárias não foi informado, a empresa foi excluída da pesquisa.

Olhando os dados por tipo de remuneração, o maior destaque está no aumento do peso do pagamento baseado em ações no total. A fatia dessa modalidade saltou de 10% para 18%. A participação dos bônus subiu de 35% para 37% e a remuneração fixa passou a representar 45% do total em 2010, ante 55% de 2009.

Esse crescimento é determinado principalmente pelas empresas do grupo de Eike Batista. Nesse caso em particular, é importante destacar que a maior parte dos valores recebidos na forma de ações são feitos com papéis da carteira do próprio Eike, o que não dilui os demais acionistas.

Considerando apenas as 20 empresas com maior remuneração média dos diretores, o salário médio dentro do órgão dobrou de R$ 3,34 milhões para R$ 6,88 milhões. A mediana de remuneração desse subgrupo avançou 57%, a R$ 4,88 milhões.

Ao se observar as demais 169 empresas, a média de remuneração da diretoria cresceu 13% entre 2009 e 2010, para R$ 1,27 milhão. Já a mediana aumentou 28%, para R$ 1,19 milhão.

O aumento da remuneração total recebida pelos executivos era esperado para 2010, principalmente porque em 2009 os resultados das empresas, e consequentemente os bônus pagos aos diretores e conselheiros, tinham sido afetados pela crise internacional. Mas não se acredita que o aumento de remuneração entre 2009 e 2010 já seja consequência da abertura dos dados no Formulário de Referência desde o ano passado, mas talvez seja fator de pressão neste ano corrente. Imagine que um executivo tenha a opção de trabalhar na empresa A ou na B, as duas com o mesmo nível de remuneração. Só que em uma delas o salário será divulgado e na outra não. A companhia aberta vai acabar tendo que pagar um prêmio pela exposição. Isso ocorreu nos países em que houve a obrigação de transparência.

Do lado da empresa, há também a questão da retenção de talentos. Cada vez mais cresce o número de companhias que criam Comitês de Recursos Humanos e Remuneração, para tratar de forma mais profissional essa questão.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s