Elite Econômica nos Municípios Brasileiros

Francisco Góes (Valor, 06/07/11) informa que Niterói é o município brasileiro com maior parcela da população na classe A, a elite econômica: 30,7% da população está na faixa de renda domiciliar mensal acima de R$ 6.745, superando essas participações em Florianópolis, Vitória, São Caetano do Sul, Porto Alegre, Brasília e Santos. Consideradas as classes A e B (renda domiciliar entre R$ 5.174 e R$ 6.745), Niterói continua em primeiro no ranking, com 42,9% das pessoas nesse estrato econômico.

O que leva Niterói, município encravado entre o mar e a montanha, cuja área equivale a cerca de 10% do território do Rio, a registrar indicadores sócio-econômicos tão altos? Niterói não tem todas as deseconomias de grandes cidades e o IDH alto reflete políticas de educação e saúde consistentes. Em Niterói, há, por exemplo, oito universidades, incluindo a Federal Fluminense (UFF), e o município tem tradição no ensino privado.

Há outros aspectos que podem contribuir para que, proporcionalmente, mais pessoas de maior renda optem por morar em Niterói. Um deles é o fato de a cidade, com menos de 500 mil habitantes, ser um lugar com muito verde e com mais de 30% do território formado por reservas naturais. Separado do Rio pela baía de Guanabara, o município tem áreas costeiras e aspecto calmo de cidade do interior. Quem nasce em Niterói, normalmente continua a morar por lá, assim como parte das gerações seguintes.

É comum, porém, ouvir reclamações dos moradores sobre a violência, o crescimento das favelas e os problemas de tráfego urbano. Por dia, 150 mil veículos transitam, em média, pela ponte Rio-Niterói. A maior parte dos usuários da ponte é dos municípios de Niterói e São Gonçalo.

No passado recente, era comum cariocas decidirem comprar imóvel em Niterói, porque os preços eram mais baixos do que no Rio. Mas isso está mudando. Atualmente, o metro quadrado em Icaraí é de cerca de R$ 8 mil, acima dos R$ 6 mil da Barra da Tijuca, bairro da zona oeste do Rio.

Boa parte dos moradores de alta renda de Niterói, no entanto, não trabalha na cidade, que não conta com um forte mercado de trabalho. É cidade de profissionais liberais que não têm trabalho no local, mas lá residem. A economia do município está assentada em um tripé: comércio, serviços e atividade imobiliária.

Niterói é o município brasileiro com maior número de médicos por habitante. A cidade tem um médico para 93,55 habitantes, acima de Cuba, país líder do ranking mundial em termos de habitantes por médico. Porém, que Niterói perde 38% de seus médicos durante o dia. Isso significa que a taxa real de habitantes por profissionais que trabalham no município é de 129 habitantes por médico, e não os 93, calculados com base nos médicos residentes na cidade.

Se, todos os dias, muitos moradores de Niterói deixam a cidade rumo ao Rio, um outro grande contingente de pessoas – em parte de menor qualificação profissional – chega para trabalhar no município. São motoristas de ônibus, empregados da construção civil e porteiros de edifícios, entre outras profissões, que vivem em áreas da periferia, como São Gonçalo, município com cerca de 1 milhão de habitantes, que tem quase o dobro da área territorial de Niterói.

O desafio na periferia de Niterói, formada por municípios com menores índices de desenvolvimento humano, é criar oportunidades locais de emprego e assim diminuir o deslocamento de grandes fluxos de trabalhadores. Para aumentar a densidade do emprego na periferia não basta investir em qualificação profissional. É preciso identificar um conjunto de políticas para alavancar o emprego na periferia.

É também o caso da Zona Oeste do Rio, onde há bairros populosos, em que vivem pessoas com alto nível educacional, mas que continuam a trabalhar no centro da cidade. É preciso que existam boas condições de infraestrutura, incluindo tratamento de água e saneamento, por exemplo, para incentivar empresas a se instalarem em determinado local da periferia.

Niterói tem 437.791 habitantes em idade ativa (PIA), sendo que 181.029 têm empregos formais no município. A relação entre o emprego formal e a PIA em Niterói é de 41,4%, segundo dados do Ministério do Trabalho e do Censo Demográfico 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na região metropolitana do Rio, a relação entre emprego formal e PIA é de 30,5%.

A alta densidade de emprego em Niterói não se reflete de igual maneira no salário médio do trabalhador do município. No ranking da remuneração média do setor privado na região metropolitana do Rio, em 2010, Niterói ocupa o quarto lugar. O salário médio do setor privado em Niterói é de R$ 1.324,30, abaixo do verificado em Duque de Caxias (R$ 1.332,97), Itaguaí (R$ 1.730,02) e Rio de Janeiro (R$ 1.823,25). Quem ganha bem e mora em Niterói não trabalha lá.

Niterói não é um município-dormitório, nesse caso, uma espécie de dormitório de luxo? Não é também os casos de São Caetano do Sul, Santos, Camboriú, Vinhedo, Valinhos, Jundiaí, Nova Lima, todas cidades periféricas em região metropolitana?

1 thought on “Elite Econômica nos Municípios Brasileiros

  1. A minha cidade ITAPIRA (SP), fundada em 10 de 1820, possui em torno de 70 mil habitantes, é uma cidade limpa, relativamente segura, com boa infra-estrutura na saúde e na Assistência Social: possui várias entidades filantrópicas regulamentadas pelo CNAS, temos ainda uma escola técnica (Centro Paula Souza) e uma faculdade particular (UNIP) que ministra cursos diuturnamente. Contamos ainda com 02 hospitais de psiquiatria, sendo um deles o maior da América Latina e várias Clinicas particulares. Somos vizinhas de Mogi-Mirim e Mogi-Guaçu, Lindóia e Jacutinga (MG), estamos á 70 km de Campinas- SP. Observo que com o aquecimento da economia os negócios imobiliários estão aquecidos, principalmente pelo programa MCMV e também com o aumento do padrão econômico os Itapirenses estão buscando residências em lugares mais nobres da cidade. Mediante essa conclusão pretendo me esforçar ao máximo para regulamentar essa profissão juntamente com esse renomado Centro Universitário CESUMAR –MA.

    Abraços e Boa Sorte á todos nós!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s