Câmbio, Juros e Inflação: Tateio

O objetivo deste artigo-resenha, publicado no Observatório da Economia Global do CECON-IE-UNICAMP, é analisar a série de artigos sobre a conjuntura econômica brasileira atual, com foco maior nos níveis do câmbio, do juro e da inflação, escritos por renomados economistas a pedido do jornal Valor, e publicados entre 14/06/11 e 29/06/11. Essa resenha está dividida em duas partes. Na primeira, focalizamos os economistas liberais que se preocupam, antes de tudo, com a estabilização da inflação, e, na segunda, os economistas desenvolvimentistas que privilegiam a agenda do crescimento com distribuição de renda. Analisamos os modelos adotados em cada um desses artigos. Concluímos, em relação às ideias-chaves dos diversos artigos, que elas não são muitas. Renomados economistas brasileiros estão ainda tateando a configuração desses preços relativos básicos.

Focalizamos a análise, no final do artigo, na proposta de reforma financeira – eliminação da LFT (Letra Financeira do Tesouro), título de dívida pública com juros pós fixados – que economistas desenvolvimentistas estão adotando sem maior reflexão. Alertamos que, nesse caso, o risco de variação da taxa de juros, devido à alteração da taxa de inflação, será provocar perdas financeiras ruinosas não só para bancos e fundos de pensão, mas também para trabalhadores ativos e inativos. Sem títulos posfixados, inclusive nos Fundos DI, haverá apenas a possibilidade de diversificação de investimentos entre renda variável e renda fixa prefixada. Esta poderá sofrer queda do valor real e, em seguida, “marcação a mercado“. É bom para o Tesouro Nacional, à primeira vista (curto prazo), mas será bom para os carregadores de dívida pública?

Leia maisCâmbio Juros e Inflação Tateio OBSERVATORIO 8

Errata: substituir no primeiro parágrafo da p. 4 o termo “inferior” por “superior” – desculpem-me errar a formulação walrasiana da “lei da oferta e da demanda”…

11 de Setembro de 1973

Uma amiga (e ex-aluna), Laura Tavares, envia-nos arquivos para resgatar a memória do fatídico dia 11 de setembro de 1973, quando houve o golpe militar no Chile, apoiado pela CIA dos Estados Unidos, contra o Governo da Unidade Popular. Serve também como homenagem aos estudantes chilenos, que lutam para a educação voltar a ser pública e gratúita, pois ela foi privatizada durante o regime ditatorial do general Pinochet. Leiam os documentos abaixo, vejam as fotos  e escutem o discurso de Salvador Allende aos jovens, no México em 1972, para ver como era combativo o presidente socialista do Chile e enorme a esperança que despertava o Governo Popular chileno, em época de ditaduras militares na América Latina.

Vejam também as fotos recentes do Movimento Estudantil no Chile: são muito expressivas!

Continue reading “11 de Setembro de 1973”