Processo de Diversificação das Reservas

Angela Bittencourt e Daniela Machado (Valor, 15/09/11) revelam que o governo brasileiro vem seguindo processo de diversificação das reservas, buscando ampliar a exposição a países com situação fiscal consistente. O Brasil já teve concentração gigantesca das reservas denominadas em euro em 2004, de 35,1% do total, mas não por decisão estratégica. “Entre 2002 e 2005, o perfil de distribuição por moedas das reservas internacionais era influenciado pelo empréstimo contraído no Fundo Monetário Internacional (FMI), em direito especial de saque (DES), moeda de referência do fundo composta por uma cesta de moedas”, afirma o Banco Central no mais recente Relatório de Gestão das Reservas Internacionais. Só a partir da liquidação do empréstimo, o Brasil ficou livre para decidir a composição das reservas. E a opção foi a de reduzir para 4,5% a exposição ao euro, no fim de 2010.

Continue reading “Processo de Diversificação das Reservas”