Planejamento Tributário: Investir em PGBL

Fonte: FSP, 21/05/12

Pela evolução  recente da captação em Previdência Complementar, esta aplicação em longo prazo foi buscada como porto seguro em momento de turbulência na seleção de carteira de ativos. Seu incentivo fiscal (isenção de 12% da renda bruta anual e taxação do IR em 10% após 10 anos, sem o “come-cotas” anual) e a possibilidade de composição com Renda Variável de acordo com as fases do ciclo de vida são muito atraentes nessa conjuntura turbulenta, demonstrando a preferência por segurança em longo prazo – e não preferência por liquidez.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s