Déficit do Setor Previdenciário da China

Dexter Roberts (Bloomberg Businessweek apud Valor, 21/08/12) informa que Li Qingyuan, 69, está muito bem. Ele e sua esposa vivem num apartamento confortável em Pequim. Desde que se aposentou, em 2003, sua aposentadoria vem crescendo cerca de 10% ao ano, bem acima da inflação. Seu cheque mensal de 2.800 yuans (US$ 440) é mais do que o suficiente para sua sobrevivência. “Nossa vida não está nada mal na aposentadoria. Estou muito satisfeito“, diz. O problema ocorrerá no futuro, tal como em outros países, devido à mesma causa: maior longevidade da população.

Apesar dos aposentados felizes como Li – e em parte por causa deles -, o setor previdenciário da China está se tornando insustentável. Segundo um estudo recente de economistas do Deutsche Bank e do Banco da China (que não é o banco central), o déficit previsto para os futuros pagamentos de aposentadoria vai alcançar 18,3 trilhões de yuans no ano que vem. As pessoas com mais de 60 anos já representam 13% da população da China, e o Banco Mundial estima que até 2050 elas serão 34%.

“Eles estão tentando ampliar a cobertura rapidamente, ao mesmo tempo em que estão envelhecendo rapidamente“, diz Philip O’Keefe, coordenador do setor de Desenvolvimento Humano do Banco Mundial em Pequim.

Cerca de metade das 31 províncias chinesas não consegue pagar seus custos com aposentadorias e depende de transferências financeiras do governo central. O governo central, por sua vez, diz ter dinheiro suficiente para cumprir com as obrigações previdenciárias por enquanto, mas há um debate sobre quanto tempo isso vai durar.

“Muitos dizem que isso será um problema real dentro de dez anos“, afirma Hu Yuwei, que trabalha para o banco espanhol BBVA e está avaliando possíveis parcerias com gestores de pensão locais. “Por ora, o governo pode usar recursos centrais ou transferir dinheiro entre as províncias. Mas, nos próximos dez anos, os volumes serão grandes demais para simplesmente movimentar dinheiro por aí.”

A desigualdade é um problema. O pagamento mensal médio nas cidades é de cerca de 1.500 yuans, enquanto nas áreas rurais pode cair para até 55 yuans. Os benefícios dos 40 milhões de servidores públicos, professores e médicos empregados pelo Estado são particularmente desagregadores. A aposentadoria desses funcionários normalmente corresponde a até 90% de seu salário, sem que eles jamais tenham contribuído antes de deixar a ativa. Aqueles que trabalham para empresas privadas precisam contribuir com 8% de cada salário para uma conta individual. Em média, suas aposentadorias são de 42% do salário.

Os jovens chineses, em particular, dizem que terão de financiar os aposentados do governo, embora possa não haver recurso nenhum quando eles se aposentarem. E estão furiosos com a possibilidade de ter de trabalhar por mais tempo, uma vez que veem isso simplesmente como uma maneira de prolongar o período em que precisam contribuir para bancar os atuais aposentados.

As soluções óbvias não são populares. Um sistema controlado com mão firme pelo governo central e as províncias tornaria a supervisão mais fácil, permitindo investimentos em ações de maior retorno e em projetos de infraestrutura comandados pelo Estado. O problema é que os governo locais resistem a transferir o dinheiro.

Elevar a idade de aposentadoria de 60 para 65 anos, no caso dos homens, e dos atuais 50 para as mulheres, ajudaria, mas segundo pesquisa recente pela internet do “Diário do Povo”, jornal oficial, 93% dos chineses se opõem a isso. “Trata-se de uma dívida muito grande para o futuro”, diz Yang Yansui, diretor do Centro de emprego e Seguridade Social da Universidade Tsinghua. “Mais e mais jovens entendem isso hoje. Eles não acreditam no governo.”

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s