Tendências Demográficas Apontadas pela PNAD 2011

Os resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2011 confirmam a tendência demográfica em curso no país desde os anos 1970: desaceleração no ritmo de crescimento de sua população e mudanças expressivas em sua estrutura etária, no sentido de seu envelhecimento.

A população brasileira registrou as mais elevadas taxas de crescimento no período 1950-1970: em torno de 3,0% ao ano1. A partir daí, essas taxas passaram a experimentar forte declínio, como resultado de uma redução acentuada nos níveis de fecundidade, iniciada na segunda metade dos anos 1960. Tal redução mais do que compensou a queda da mortalidade em curso, verificada no país desde o fim da Segunda Guerra Mundial. Estima-se para esta década uma taxa média de 0,7% ao ano; menos de um quarto da observada para o período 1950-1970.

O envelhecimento populacional significa uma alteração na proporção da população dos diversos grupos etários no total da população. Por exemplo, em 1940 a população idosa representava 4,1% da população total brasileira, e passou a representar 12,1% em 2011. O contingente, em valores absolutos, aumentou de 1,7 milhão para cerca de 23,5 milhões no mesmo período. Por outro lado, diminuiu a proporção da população jovem. A população menor de 20 anos passou a apresentar uma diminuição no seu contingente em termos absolutos e relativos. Esta tendência acentuar-se-á nas próximas décadas.

O presente trabalho incorpora os dados coletados pela PNAD de 2011 nas análises previamente feitas sobre as tendências passadas e futuras da dinâmica demográfica brasileira, discute as mudanças na composição dos arranjos familiares e nas condições de vida da população idosa. Para isso, o texto está organizado em sete seções, sendo a primeira esta introdução. A segunda seção apresenta o comportamento recente da dinâmica populacional e uma projeção da população total e da em idade ativa para o período 2000-2040. A seção três descreve as tendências recentes da fecundidade, com destaque para a fecundidade na adolescência na seção quatro. A quinta discute as mudanças observadas nos arranjos familiares e no papel social da mulher. A seção seguinte, seis, destaca as mudanças observadas nas condições de vida da população idosa.

Leia o texto originalTendências Demográficas Apontadas pela PNAD 2011

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s