Educação Financeira do Brasileiro

Agnaldo Brito (FSP, 08/10/12) divulga pesquisa da BoaVista, administradora do banco de dados dos serviços centrais de proteção ao crédito no país, que revela que 38% dos brasileiros não usam qualquer tipo de planejamento financeiro para organizar seus ganhos e seus gastos.

Essa negligência com o próprio dinheiro é mais grave no Centro-Oeste do país, onde 43% da população não usa nenhum tipo de instrumento para elaborar e executar orçamentos. O Sul do país é mais disciplinado nessa tarefa: apenas 30% declararam não usar qualquer planejamento financeiro. Nas regiões Sudeste e Nordeste, o contingente de entrevistados que admitiram não planejar ganhos e gastos alcançou 39%. No Norte, 35% afirmaram não fazer qualquer tipo de plano para administrar a renda e a despesa.

O levantamento mostra como ainda há no Brasil um descompasso entre o avanço na oferta de crédito (hoje um componente que representa metade do PIB) e o cuidado no uso desse instrumento financeiro pelas famílias. O que se vê é que o aumento da oferta de crédito não veio acompanhada de orientação sobre como usar esse instrumento de maneira correta. O resultado foi o aumento da inadimplência.

A inadimplência é o principal desafio do país na ampliação da oferta de crédito, cuja continuidade é esperada mediante a gradual queda dos juros.

Segundo Banco Central, o endividamento do brasileiro alcança apenas 44% da renda anual, portanto ainda há no país amplo espaço para a expansão. Há países em que o endividamento supera os 100% da renda anual.

O problema é que, no Brasil, os juros ainda são excessivamente altos. E, mais grave: negligenciados. De novo, efeito da má qualidade ou ausência de edução financeira. A pesquisa confirmou que o brasileiro não observa a taxa de juros, mas o tamanho da parcela mensal sobre seu orçamento.

A inadimplência é o principal componente no cálculo do risco de crédito que define a taxa de juros sobre as operações.

A pesquisa da BoaVista ouviu 1.300 pessoas por telefone escolhidas de forma aleatória. A pesquisa tem margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

A falta de educação financeira da população brasileira gera mais inadimplência do que o desemprego. Há pesquisas que mostram isso claramente: inadimplência é resultado de falta de planejamento financeiro, não de desemprego.

A educação financeira no Brasil foi ignorada desde sempre. O resultado é que o país terá de conviver alguns anos com alto risco de inadimplência das famílias em razão dessa deficiência educacional.

Isso não é algo que se resolve em um mandato governamental. Precisa-se de pelo menos cinco anos para começar a ter resultados e uma década para chegarmos a uma situação de maior controle.

O primeiro problema é a ausência do tema no ensino fundamental e médio. Um projeto piloto envolvendo governo e instituições privadas, como a Febraban e CVM (Comissão de Valores Mobiliários), foi montado em 2010. Um total de 900 escolas e 13.236 alunos participaram da experiência, segundo o Ministério da Educação. A iniciativa mostrou que jovens compreenderam a importância de temas como poupança e planejamento orçamentário.

Segundo a Febraban, o desafio ainda é fazer que esse conteúdo alcance todo o ensino fundamental e médio. O Ministério da Educação diz que já definiu o conteúdo a ser aplicado nas escolas, mas reconhece que o uso do material ainda depende da adesão das escolas.

O conteúdo didático é desenvolvido em disciplinas como matemática, história e língua portuguesa. Os professores são treinados, mas a adesão de cada escola ao programa é voluntário.

Finanças pessoais no Brasil é um conhecimento empírico, que se obtém com base em tentativa e erro. A pesquisa da BoaVista mostra que 53% dos brasileiros alegam que aprenderam a cuidar do próprio dinheiro sozinhos. Outros 33% aprenderam com os pais. Apenas 3% tiveram orientação sobre o assunto na escola.

1 thought on “Educação Financeira do Brasileiro

  1. Pingback: Educação Financeira – Turma 49 Aprendizagem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s