A Projeção de Desenvolvimento: Representação Cinematográfica como uma (outra) Fonte de Conhecimento?

frase-a-batalha-pela-sobrevivencia-dos-cinemas-nacionais-tem-de-se-dar-nas-telas-disputando-publico-marcelo-pineiro-138519

Representações cinematográficas populares em relação ao desenvolvimento socioeconômico precisam ser levadas a sério, embora não de forma acrítica, como fontes de conhecimento balizado, e não menos importantes do que outras fontes como a literatura, os relatórios de pesquisas, as estatísticas, etc. A maioria das pessoas, nos países centrais do capitalismo, irão se deparar com questões de desenvolvimento de outras regiões através de opiniões formadas a partir dessas fontes de informações. Nesse sentido, o cinema (dramas e/ou documentários) forma a opinião pública mundial a respeito de muitos países.

Para este fim , o trabalho de David Lewis, Dennis Rodgers e Michael Woolcock — The Projection of Development: Cinematic Representation as An(other) Source of Authoritative Knowledge? –, publicado pelo Banco Mundial, apresenta três grupos de filmes focados em desenvolvimento :

  1. os que fornecem insights exclusivamente didáticos,
  2. aqueles que, inutilmente, iludem e simplificam demasiadamente processos sociais complexos, e
  3. aqueles que, com o benefício da retrospectiva histórica, utilmente, transmitem uma sensação adequada a respeito das premissas vigentes que orientaram e interpretaram a eficácia das intervenções, seja de natureza militar-diplomática, seja de natureza humanitária, em determinado tempo e lugar.

Os autores argumentam que os imperativos comerciais e técnicos que regem a produção de filmes contemporâneos e, em particular, de filmes que visam apenas o sucesso de público, geram uma capacidade muito variável de processar com precisão as questões-chave do desenvolvimento. Assim, aumentam o seu potencial tanto para iluminar quanto para obscurecer essas questões .

Como os autores buscaram também fazer em artigo anterior, em relação aos romances (literatura) como fontes de percepção do nível de desenvolvimento, eles tentaram argumentar nesse trabalho que existem oportunidades importantes para um envolvimento mais próximo com o cinema como um meio para discutir as idéias e os processos de desenvolvimento.

Eles sentem que as fronteiras do conhecimento aceitável sobre desenvolvimento estão sendo diminuídas, significativamente, pela ênfase atual sobre a quantificação, por exemplo, a medição formal do “impacto”, da “eficácia” e dos “resultados”. Coloca-se a maior atenção sobre estudos randomizados controlados. Trata-se do procedimento preferencial nos experimentos terapêuticos, sendo frequentemente utilizado para testar a eficácia de uma dada abordagem terapêutica em uma população focalizada, ou para coletar informações sobre efeitos secundários de um dado tratamento. O termo “randomizado” diz respeito ao fato de que os grupos utilizados no experimento têm seus integrantes escolhidos de forma aleatória. O termo “controlado” diz respeito a determinadas variáveis que são controladas, buscando-se identificar a relação entre variáveis.

Portanto, sugerem que é instrutivo reconhecer o valor de filmes como um arquivo de idéias populares sobre as vicissitudes do desenvolvimento, como reflexos do zeitgeistespírito da épocaespírito do tempo ou sinal dos tempos — vigente na sociedade. Por último, mas não menos importante, mostram como os filmes são ferramentas de ensino poderosas para trazer vivo e humanizar o importante estudo de questões globais.

Filmes sugeridos a respeito de questões de desenvolvimento

A lista a seguir representa uma seleção pessoal e idiossincrática de filmes que os autores esperam que venha a
constituir um ponto de partida e não um ponto final para qualquer pessoa interessada em explorar a
representação cinematográfica do desenvolvimento. Eles se limitaram a filmes em língua Inglesa.

 Apocalypto (2006)
 Avatar (2009) 23
 Bamako (2006)
 Beyond Borders (2003)
 Black Robe (1991)
 Blood Diamond (2006)
 Cannibal Tours (1989)
 Casino Royale (2006)
 Circle of Deceit (1981)
 City of God (2002)
 Critical Assignment (The Guinness film, 2003)
 Dirty Pretty Things (2002)
 Entre Nos (2009)
 Even the Rain (También la lluvia) (2010)
 Gandhi (1984)
 Gangs of New York (2002)
 Gangster’s Paradise: Jerusalema (2008)
 Hotel Rwanda (2004)
 In the Loop (2009)
 Johnny Mad Dog (2008)
 Journey to Banana Land (1950)
 Jungle Drums of Africa (1953)
 La Yuma (2010)
 Men with Guns (1997)
 Missing (1982)
 Salaam Bombay (1988)
 Salmon Fishing in Yemen (2011) 24
 Salvador (1983)
 Sin Nombre (2009)
 Slumdog Millionaire (2009)
 Tears of the Sun (2003)
 The Beach (2000)
 The Constant Gardener (2005)
 The Constant Gardner (2005)
 The Day after Tomorrow (2004)
 The Fog of War (2003)
 The Gods Must be Crazy (1981)
 The Hurt Locker (2008)
 The Killing Fields (1984)
 The Last King of Scotland (2006)
 The March (1990)
 The Mission (1986)
 The Motorcycle Diaries (2004)
 The Painted Veil (2006)
 The Year of Living Dangerously (1982)
 Tsotsi (2005)
 Turistas (2006)
 Under Fire (1983)
 Viva Zapata (1952)
 Volunteers (1985)
 White Material (2009)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s