Islamismo: Estado Religioso

Mundo Muçulmano

O islã abrange todas as esferas da vida. É uma religião ao mesmo tempo em que é uma comunidade e um modo de viver dentro de uma tradição que regulariza todos os aspectos da vida, desde as diversas etapas de desenvolvimento, passando pela educação familiar e comunal, até a relação entre homens e mulheres, governo, comércio, finanças, justiça, filosofia, etc.

O submisso encontra tudo ordenado em um sistema jurídico-religioso total. Tal complexidade levou à emergência de uma classe prestigiosa de legistas-intérpretes especializados. Dada a onipresença da religião na vida cotidiana, o islã se torna o principal elemento formativo da identidade coletiva das populações subjugadas a ele.

Em consequência, não há diferenciação entre religião e política: Estado e Igreja se confundem. O islã inclui em seu bojo muito mais do que um corpo de crenças, ritual, normas, consolação, etc. Correspondências na maneira de viver criam semelhanças entre as mais distantes sociedades muçulmanas.

Outra marca original do islã é a suposta igualdade entre os fieis. Os legistas especializados não tem o papel do clero institucionalizado da Igreja católica: eles são apenas intérpretes, não mediadores.

Abraçar o islã implica, tanto para o indivíduo quanto para a comunidade, assumir um compromisso total para:

  1. reger a própria vida nos moldes prescritos,
  2. imbuir a sociedade com o espírito da lei divina, e
  3. propagar a “verdadeira” religião no mundo inteiro.

Jihad, isto é, “guerra santa”, então pode apontar para a disciplina da transformação interior, tanto quanto para o empenho na guerra de conversão dos infiéis, de maneira violenta se necessário. Tem o sentido de “militância”.

De fato, o islã, tanto quanto o cristianismo, sempre se considerou o único portador da verdade. Combinou esse exclusivismo com o impulso de disseminá-la com o uso da palavra e/ou da espada. Seu profeta, em vez de ser crucificado sem revolta, como o do cristianismo, atuou como líder guerreiro e expansionista da comunidade religiosa.

O islã, nos séculos VII e VIII, se expandiu rapidamente pelas armas. Após um período de expansão militar, o império muçulmano se estabilizou. Todavia manteve-se intacta uma visão geopolítica que partilha o mundo em duas dimensões antagônicas: a “Casa do islã” contra a “Casa da guerra”. Entre ambas, armistícios são possíveis, mas nunca a paz completa, até a absorção final da segunda pela primeira. A ideia do jihad (guerra de conversão) nunca morreu.

A expansão era inerente ao islã e, em algumas décadas, levou à conquista do Oriente Médio e da África do Norte, seguida pela incorporação islâmica de outras regiões: Espanha, partes da Índia, da Indonésia, China, África negra, entre outras. O islã é hoje a religião em mais rápida expansão e, com cerca de 1,3 bilhão de seguidores, representa aproximadamente 20% da humanidade.

A história do islã coincide com o fluxo e o refluxo da expansão e retrocesso do mundo muçulmano.

Peter Demant (2013: 37) distingue, esquematicamente, quatro estágios:

  1. a primeira onda, nos séculos VII a XI, os árabes expandiram o islã para ao Oriente Médio e África do Norte e estabeleceram não somente o mais extenso Estado do mundo: é a fase clássica.
  2. o segundo estágio, nos séculos XI-XIV, o islã sofreu reveres no Oriente Médio, mas continuou sua expansão na Ásia central e Índia: é a Idade Média muçulmana.
  3. o terceiro estágio, do século XV até o século XVIII, os “impérios da pólvora” muçulmanos, baseados na supremacia conferida por seus canhões – o otomano no Oriente Médio, o safávida no Irã, os imperadores muçulmanos na Índia, entre outros – com a propagação da fé para a África e o sudeste asiático.
  4. o quarto estágio, no século XIX e na primeira metade do século XX, quando o mundo muçulmano caiu sob a influência das potências europeias.

As tentativa recentes de descolonização – e de repensar um novo equilíbrio do islã em seu confronto com a modernidade ocidental – abrem o que provavelmente será uma quinta época.

islamismo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s