Felicidade Interna Bruta (FIB)

Ranking de FIBAlexandre Hohagen é vice-presidente do Facebook para a América Latina. Publicou artigo (Valor, 02/10/14) sobre o índice de Felicidade Interna Bruta (FIB), tema que tratei recentemente em aula sobre Economia da Felicidade – De volta à Filosofia, Sociologia e Psicologia.

“Mais de uma vez me peguei pensando em o que consiste a felicidade. E tais reflexões me fizeram concluir que o trabalho vem sendo visto como um dos fatores mais importantes na obtenção da satisfação e que o usamos como alavanca para chegar à felicidade: trabalha-se em função da recompensa, que é necessária para se conquistar elementos que nos fazem felizes. Mas sempre olhei para o trabalho de uma forma diferente, na qual mais do que o meio para se alcançar determinado fim, ele deve ser visto como parte integrante e inerente do caminho, que precisa proporcionar plenitude no dia a dia.

felicidade-interna-brutaNa década de 1970, foi criado no Butão um termo que tem como objetivo medir a felicidade da população. Batizado de Felicidade Interna Bruta (FIB) em contraponto ao Produto Interno Bruto (PIB) e alvo de crítica de economistas, o indicador proposto pelo rei Jigme Singye Wangchuck olha para fatores com potencial de impactar a felicidade da população.

Ele incluiu na análise elementos relevantes para a vida em comunidade e que objetivam a sustentabilidade das relações: do indivíduo consigo mesmo e com o todo. Essa abordagem se aproxima muito do que precisamos cultivar todos os dias em nosso trabalho.

O FIB inclui três fatores que considero de grande importância para a produtividade das empresas. O primeiro e mais evidente é o bom uso do tempo. No meu artigo passado, trato exatamente desse assunto, do desafio permanente que todos temos ao lidar com a priorização de tarefas e conseguir terminar o dia com a sensação de dever cumprido.

Governança é o segundo fator que gostaria de destacar, sob a perspectiva de dois princípios fundamentais: transparência e ética. É a partir delas que criamos uma relação de confiança mútua entre os que estão envolvidos em uma mesma causa, na busca do objetivo comum de uma organização. Ser transparente é acreditar na capacidade profissional do outro para que ele acredite também em você. Ser ético é jogar o mesmo jogo, com regras bem definidas, conhecidas e aplicáveis a todos, o tempo todo.

O terceiro fator que compõe o FIB e que me chama a atenção é o bem-estar psicológico. Em diversos aspectos, entendo ser esse um dos pontos que mais se aproximam da essência da felicidade. Estar bem consigo mesmo é benéfico em todos os âmbitos da vida das pessoas e, no trabalho, tem reflexos diretos na produtividade.

Não precisamos de pesquisas e estudos aprofundados para entender que colaboradores em estado mental positivo produzem mais, se relacionam melhor com seus colegas, são mais colaborativos, criativos e propensos a vencer desafios e a resolver problemas.

No Facebook, por exemplo, consideramos o respeito à diversidade como elemento fundamental em prol desse bem-estar. Ao sentirem-se respeitados, nossos colaboradores ficam à vontade para expressar ideias, propor mudanças, criticar processos que podem resultar em melhorias nos produtos e serviços que oferecemos para as pessoas e empresas na plataforma, gerando mais inovação para os negócios.

Saúde, vitalidade comunitária, educação, cultura, meio ambiente e padrão de vida completam a lista dos componentes do FIB. Todos eles também estão intimamente ligados à vida corporativa e servem de alicerce para as empresas compreenderem se estão fazendo um trabalho sustentável.

Os pilares do índice Felicidade Interna Bruta servem como inspiração para novos e antigos gestores colocarem em prática ações motivacionais que têm grande impacto nas empresas. Estudo da Gallup Healthways mostrou que os colaboradores que possuíam pontuação baixa no critério “satisfação com a vida” faltavam, em média, 1,25 dia a mais por mês do que os que tinham níveis mais elevados de satisfação. Na ponta do lápis, isso representa 15 dias de trabalho perdidos ao ano por colaborador, uma clara relação entre produtividade e o grau de satisfação dos profissionais.

Como exercício, sugiro uma reflexão sobre o modo como essa satisfação pode influenciar os resultados dos negócios da sua empresa e o que você pode fazer para transformar esse cenário.”

FIB para todos

2 thoughts on “Felicidade Interna Bruta (FIB)

  1. Olá!!! Sou ambientalista e fundadora de instituição voltada à projetos sócio ambientais culturais. O foco é justamente esse: interagir com a natureza de forma harmoniosa e preservação, mantendo o equilíbrio. Também busco parcerias para esse tipo de trabalho, implantação e conscientização de todos para o bem comum de nosso planeta Gaia.
    Tenho interesse em fazer parte do grupo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s