Influência dos Preços das Commodities sobre o Repasse Cambial no Brasil

Taxa de câmbio e commodities

A taxa de câmbio entre o real e o dólar dos Estados Unidos da América (EUA), cujo aumento da taxa significa depreciação da moeda brasileira, e os preços internacionais das commodities — considerada a variação do Índice de Commodities – Brasil (IC-Br) em US$ — vêm registrando movimentos inversos, sugerindo relativa compensação entre o impacto das respectivas trajetórias sobre a inflação (Gráfico 1). Nesse contexto, o boxe do Relatório de Inflação do primeiro trimestre de 2015, elaborado pelo Banco Central do Brasil (BCB), examina a influência dos preços das commodities sobre o repasse cambial no Brasil.

A correlação entre as cotações internacionais das commodities e das moedas de países exportadores desses produtos pode ser explicada por diversos canais:

influência dos preços das commodities sobre os termos de troca desses países, afetando o fluxo cambial;

efeitos dos termos de troca sobre essas economias tendem a alterar a atratividade dos respectivos ativos junto a investidores internacionais, impactando a moeda nacional via mudança no fluxo de capitais;

poder de mercado na oferta mundial de determinada commodity pode implicar impacto da taxa de câmbio do país exportador sobre o preço desse produto;

alterações no valor do dólar ou nos fundamentos nos mercados financeiros internacionais podem afetar, em direções opostas, os preços das commodities e as taxas de câmbio de países exportadores de commodities, reforçando a correlação negativa entre essas variáveis. Continue reading “Influência dos Preços das Commodities sobre o Repasse Cambial no Brasil”