Monitorando a Inflação: Custo / Benefício de seu Combate

Preços Livres X AdministradosContribuição aos Preços AdministradosPreços Comercializáveis e Não-comercializáveisInflação de ServiçosAjuste dos Preços RelativosPreços ao Consumidor

Para ver a apresentação mais recente de um diretor do Banco Central do Brasil, acesse:

http://www.bcb.gov.br/pec/appron/apres/Apresentacao_Boletim_Regional_05_11_2015.pdf

O custo unitário do trabalho em dólar caiu já 34% neste ano: bom para as empresas exportadoras. 

O balanço comercial dará superavit superior a US$ 12 bi. O déficit externo cairá de US$ 104 bi para US$ 65 bi em 2015. O IDE (Investimento Direto Estrangeiro) o cobrirá.

A demanda externa contribuirá em +2,4% para o crescimento do PIB. Em contrapartida, a demanda doméstica contribuirá com -5,1% para sua queda.

Consumo das famílias caiu -0,6%, FBCF caiu -7,9%, gasto do governo caiu -0,3%, mas quantum de exportações cresceu +1,2%.

Rendimento real do trabalho caiu -1,2% e o desemprego elevou-se para mais de 8% da PEA.

Os juros nominais pagos pelo governo custam 8,89% do PIB. O déficit nominal foi então para 9,34% do PIB. O superávit primário com o ajuste fiscal alcançou 0,45% do PIB.

Preços livres cresceram 7,48% e preços administrados, 16,35%. Mais da metade dessa elevação foi devido ao aumento das tarifas da eletricidade residencial, ou seja, relaciona-se com os efeitos da crise hídrica. O IPCA – 12 meses estava em 9,49% em setembro de 2015.

A elevada taxa de juros derrubou os preços livres para compensar a alta dos preços administrados?

Ou só enriqueceu ainda mais a casta de 9 milhões de investidores que recebem cerca de 1,1% a.m. para sua renda do capital?

A riqueza financeira brasileira tem crescido cerca de US$ 100 bilhões por ano, desde 2009, alcançando US$ 1,4 trilhão em 2014. Normal?

É normal uma casta só empregar seu capital a juros e não empregar trabalhadores?

É socialmente sustentável essa acumulação de capital?

Eu não fico tranquilo com o agravamento do desequilíbrio social na vã tentativa de “obter equilíbrio econômico” (sic).

One thought on “Monitorando a Inflação: Custo / Benefício de seu Combate

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s