Poupança Privada e o Financiamento Corporativo de Longo Prazo

BNDES: Principais Fontes de Recursos ao ano (em % )

Principais Fontes de Financiamento para o BNDES

Ernani Torres Teixeira Filho foi apresentado no Fórum sobre Bancos Públicos, organizado pelas Brasilianas de Luís Nassif, como o economista-símbolo do BNDES: “basta dar um Google que os dois aparecerão juntos”. Ele já se aposentou, tanto do BNDES, quanto da UFRJ.

Nos somos coautores de um artigo justamente sobre “BNDES e o Financiamento do Desenvolvimento“: http://www.scielo.br/pdf/ecos/v21nspe/v21nspea11.pdf.

Ernani Teixeira Torres FilhoFoi ótimo trabalhar com ele via Skype: eu começava uma frase-ideia e ele imediatamente deduzia o que eu queria dizer — e vice-versa. Escrevemos rapidamente o artigo porque nos entendemos muito bem.

No Fórum, realizado em São Paulo, no dia 12 de novembro de 2015, mais uma vez presenciei uma brilhante exposição dele. Mostrou ótimos quadros estatísticos reveladores da atuação anticíclica fundamental do BNDES. Como somos discípulos e amigos da nossa mestra Maria da Conceição Tavares, nos aprendemos o que ela ensinou: “nunca diga nada sem comprovação empírica!”

Ernani enviou, gentilmente, sua palestra: Poupança Privada e Financiamento Corporativo de Longo Prazo – Ernani Torres nas Brasilianas de Luis Nassif 12.11.2015.

Nela, ele salienta que o BNDES teve papel relevante no financiamento de longo prazo, principalmente pós-2008, graças ao financiamento do Tesouro Nacional (veja acima)Porém, os bancos privados também se beneficiaram disso, pois cerca da “metade” dos creditos do BNDES são originados e mantidos em carteira pelos bancos comerciais, ou seja, estes fazem a avaliação do risco do cliente e o repasse dos recursos. Um banco de desenvolvimento como o BNDES é classificado como de “segunda linha” por causa disso: conta com bancos que têm rede de agências.

Além disso, ele destacou que os Títulos Corporativos, principalmente debêntures, foram um destaque em termos de crescimento (veja abaixo o estoque de ativos financeiros em % de PIB), mas a maior parte das operações constituíram de arbitragem fiscal e regulatória dos bancos. Estes são os principais atores na originação como funding de suas operações de leasing (arrendamento mercantil), mas também na aquisição. Eles os encarteiram, seja em carteira própria, seja em recursos administrados para terceiros (fundos), recebendo isenção fiscal para essa operação de autofinaciamento.

Brasil: Estoque de Ativos Financeiros (em % do PIB)

Estoque de Ativos Financeiros em PIB

Fonte: ANBIMA

One thought on “Poupança Privada e o Financiamento Corporativo de Longo Prazo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s