Critério de Classificação Socioeconômica do Brasil em 2015

Modelo de SegmentaçãoModelo de Segmentação - Renda MensalStatus Socioeconômico e Consumo 2008-9Regra de Classificação ABEPDistribuição por Macro Região

Distribuição por Região MetropolitanaA Teoria da Renda Permanente, elaborada por Milton Friedman, afirma que os indivíduos não mudam seu comportamento de consumo em virtude de alterações temporárias da renda. Eles pautam seus gastos com base em período maior de tempo, ou seja, na renda média que as pessoas esperam receber durante os ciclos de suas vidas.

Segundo essa teoria, as pessoas procuram manter um nível estável de gastos, investindo em períodos de altos ganhos e usando essas reservas financeiras em períodos de escassez. Por essa teoria, um ganho extra não faz parte da remuneração padrão, logo, a tendência é investi-lo. Só se aumentaria os gastos se tivesse um aumento de salário, e não por causa de um bônus extraordinário.

Baseada nessa teoria, a Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP) estabeleceu seu Critério de Classificação Econômica Brasil 2015, cuja implantação ocorreu em 01/01/2015. São diretrizes de ordem geral, a serem consideradas pelas entidades prestadoras de serviços e seus clientes, a respeito da adoção do Novo Critério de Classificação Econômica Brasil. Incorpora fatores que determinam o comportamento de consumo.

São indicadores de renda permanente:

–Educação

–Ocupação

–Posse de bens

–Condições de moradia

–Acesso a serviços públicos

Ativos financeiros e não financeiros

–Renda corrente

Essa classificação não falsea minha Regra de 9 para a estratificação do Top de Riqueza Pessoal no Brasil. A partir de fontes diversas (IBGE – Censo e PNAD, ANBIMA, FenaPrevi), estimo a elite econômico-financeira no Brasil, potencialmente investidora, composta por cerca de 9 milhões de pessoas correspondentes à seguinte estratificação social:

  • 9.601.162 pessoas com Ensino Superior Completo, sendo 8.979.706 com graduação, 451.209 com mestrado e 170.247 com doutorado;
  • 9% da população ocupada em classes de renda acima de 5 salários mínimos (R$ 3.940);
  • 10% das pessoas que moram em domicílios cuja renda familiar é classificada na faixa B [R$ 5.275 – R$ 7.974] ou na faixa A [acima de R$ 7.974];
  • 8.967.859 investidores em Fundos, em junho de 2015, sendo 6.103.165 em Varejo (68% com média per capita de R$ 45.265,78), e 2.864.694 em Varejo de Alta Renda (32% e R$ 161.952,10), além dos 57.505 clientes Private Banking com média per capita de R$ 12.069.350,71;
  • 8.572.627 depositantes de poupança que tinham, em junho de 2014, reservas em suas cadernetas acima de R$ 15.000,00, ou seja, 6,6% do total de clientes. Possuíam 79,8% dos depósitos totais.
  • 9 milhões participantes em planos individuais de Plano Gerador de Benefícios Livres (PGBL) e Vida Gerador de Benefícios Livres (VGBL);
  • Faixas A e B1 com [38-100] pontos na Regra de Classificação 2015 da ABEP representam 2 extratos socioeconômicos ordinais com +/- 5% cada um, com renda mensal A (> R$ 16.000) e B1 (> R$ 8.000);
    • 80% de seus domicílios tem acesso a rede de esgoto;
    • a faixa A gasta R$ 5.000 em alimentação no domicílio e a B1, R$ 4.000, representando cada qual 6% do total desses gastos;
    • representam, respectivamente, 3% e 4% dos consumidores e 16% e 12% do consumo, ou seja, 7% consomem 28%;
    • gastam, respectivamente, 21% e 16%, ou seja, 37% do total dos gastos em Educação;
    • na distribuição por Macro Região, no agregado Brasil, a A tem 3% e a B1, 5%, enquanto no Nordeste, respectivamente, 1% e 2%; na agregação das 9 Regiões Metropolitanas, a A tem 4% e a B1, 7%;
    • finalmente, observe como Brasília é um caso à parte: tem a melhor distribuição social do País, “nivelando por cima”. Por que? Por causa dos 3 Poderes, do corpo diplomático, dos “ganhos monopolísticos dos fundadores”, de ser local das moradias de famílias do agronegócio do Centro-Oeste, etc.

One thought on “Critério de Classificação Socioeconômica do Brasil em 2015

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s