Custo do Lockout Empresarial Golpista: “Fiesp pagando o pato”

Produção industrial maio 2011-2016Segmentos da Indústria

São Paulo - Manifestação na Avenida Paulista, região central da capital, contra a corrupção e pela saída da presidenta Dilma Rousseff (Rovena Rosa/Agência Brasil)

patocongresso

A indústria “paga o pato”, e para isso recebe juros extraordinários, à custa dos coxinhas, trouxinhas e escondidinhos… Onde batem as panelas agora de fato vazias?

Enquanto elas se calam, “a partir de certo momento [após a conclusão da farsa legalista do golpe parlamentarista com base em falso argumento], começaremos com medidas, digamos assim, mais impopulares“, anunciou o golpista sem votos populares!

Continua discursando para os reacionários da classe dominante: “As pessoas me perguntam. ‘Você não teme [ato falho] propor medidas impopulares?’ Não. Porque o meu objetivo não é eleitoral”.

Isto é um “tapa-na-cara” dos eleitores brasileiros de quem cortará direitos! E ele ainda, cinicamente, ri! Até quando permanecerá impune?! Daí a importância da democracia eleitoral. Temer o eleitor

Duas caras a temer

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s