Jeito Certo e Jeito Errado de Palestrar

Obs.: legenda em português em configurações no canto à direita.

Chris Anderson, no livro “TED Talks: O guia oficial do TED para falar em público”, afirma que “o jeito errado de condensar sua palestra é incluir todos os fatos que você acha que precisa dizer e, depois, reduzir o tempo dedicado a cada um”.

Curiosamente, é bem possível que você consiga criar um roteiro que produza esse resultado. Todos os pontos importantes que você deseja cobrir estão lá, de forma sucinta. O trabalho foi apresentado em toda a sua extensão!

Você pode até achar que há uma linha mestra ligando todos os aspectos, uma ampla fundamentação do trabalho. Você pode ter a impressão de que deu a essa preparação o melhor de si e fez o possível para se ajustar ao tempo concedido.

Entretanto, uma linha mestra que ligue muitos conceitos não funciona. Há uma consequência grave quando você passa muito depressa por diversos assuntos: eles não causam impacto.

Você conhece o pano de fundo e o contexto do que está dizendo, por isso as informações lhe parecem mais que suficientes. No entanto, a plateia está tendo contato com seu trabalho pela primeira vez. Por isso, a palestra provavelmente parecerá fragmentada, árida ou superficial.

A equação é simples: excesso de temas é igual a subexposição.

Para transmitir algo de interessante, você precisa reservar tempo para fazer pelo menos duas coisas:

  1. Mostrar por que o tema é importante: que pergunta está tentando responder? Que problema está tentando solucionar? Que experiência pretende compartilhar?
  2. Embasar cada argumento com exemplos reais, histórias ou fatos.

“Para realizar uma palestra eficaz, você precisa diminuir a gama de assuntos abordados, reduzindo-a a um fio condutor único e coesouma linha mestra que possa ser desenvolvida de modo adequado. Em certo sentido, você cobrirá menos pontos, mas o impacto será substancialmente maior”.

Segundo o escritor Richard Bach, “o segredo de escrever bem está na força das palavras cortadas”. Isso também vale para o ato de falar em público. O sucesso das palestras eficazes está em o que se deixa de fora. Menos pode ser mais.

O ego arma uma cilada, pensando, por exemplo, que para que sua palestra se torne viral, é preciso que as pessoas saibam que grande intelectual você! Que também sabe de tudo um pouco! Que você tem todos vários outros talentos! Que esta é a sua única chance de merecer o reconhecimento do resto do mundo! Mas não. A única forma de dar uma palestra realmente notável é apagar o ego e se permitir ser apenas um veículo de transmissão das ideias.

Diga menos e deixe coisas para falar em outro tempo e espaço. Você certamente terá outra oportunidade se tiver sucesso em sua curta palestra, pois seus ouvintes desejarão te escutar mais vezes.

Corte o que for desnecessário. Você precisa estar disposto a não falar sobre certas coisas que adora e que gostaria de incluir na palestra, mas que não fazem parte da narrativa principal. Isso é duro, mas é também fundamental.

Para cumprir as rígidas normas de tempo, recomenda-se uma fórmula simples:

  1. Planeje sua palestra.
  2. Depois, corte-a pela metade.
  3. Depois de chorar bastante a perda de metade da palestra, corte 50% do que sobrou.

É tentador pensar no quanto você pode incluir em dezoito minutos. Para Chris Anderson, a melhor pergunta é a seguinte: “O que você pode apresentar, de maneira significativa, em dezoito minutos? ”

Essa mesma pergunta se aplica a palestras de qualquer extensão. Seja seu limite de tempo dois minutos, dezoito minutos ou uma hora, vamos estabelecer o seguinte como ponto de partida: você só percorrerá o tempo delimitado se puder mostrar em profundidade suficiente para criar interesse. Novamente, menos pode ser mais.

Uma linha mestra exige que, antes de tudo, você identifique uma ideia que possa ser exposta de forma adequada no tempo disponível. Em seguida, construa uma estrutura de apresentação que ligue todos os elementos da palestra a essa ideia.

Continua no próximo post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s