Cinco Ted Talks Recomendadas pelo Curador

É difícil pensar a comunicação de ideias contemporânea sem falar de Ted Talks e da revolução implantada pelo americano Chris Anderson, de 59 anos, curador de palestras de até 18 minutos no formato de vídeos digitais oferecidas gratuitamente na rede. As conferências tornaram-se sinônimo de troca de conhecimento relevante de forma leve e profunda no mundo digital e, no ano passado, alcançaram 1 bilhão de visitas.

Presidente do Ted, Anderson lança agora a edição brasileira de “Ted Talks: O Guia Oficial do Ted para Falar em Público” (Intrínseca). Como aqui resenhamos, o livro é um mix de manual de oratória e defesa de um renascimento do discurso oral como forma central de transmissão de ideias.

Desde 2001, o Ted Talks é parte da Sapling Foundation, fundação privada sem fins lucrativos criada por Anderson em 1996. A receita vem de patrocínio privado, propaganda inserida no site do Ted e nos vídeos, além dos ingressos cobrados para assistir ao vivo as conferências, apoio institucional dado à fundação, direito de licenciamento de palestras e da publicação de livros.

Eduardo Graça (Valor, 08/07/16) lhe perguntou: Se tivesse de escolher cinco Ted Talks que jamais sairiam de sua prateleira, quais seriam?

Anderson: Não posso escolher. Mas posso falar de vídeos cult, não tão vistos, mas que amo.

O de Richard Turere, extraordinário: um menino Masaii [grupo étnico presente no Sul do Quênia e Norte da Tanzânia] de 12 anos que aprendeu eletrônica por conta própria e usou seus conhecimentos de forma original.

O de Eleanor Longden, cuja história incrível tem a capacidade de fazer você repensar a esquizofrenia.

O vídeo de David Deutsch, que explica o pensamento científico de forma inventiva e profunda.

O de Steven Pinker, sobre a diminuição da violência no planeta, um Ted que gostaria que fosse mais e mais assistido. É um antídoto contra a depressão em relação ao mundo nosso de cada dia.

E o de Don Hoffman, especialista em percepção visual, que oferece uma maneira diferente de se pensar a consciência humana.

Entre os brasileiros, temos Juliana Machado Ferreira [bióloga], Bruno Torturra [jornalista], Angélica Dass [fotógrafa] e Tasso Azevedo [engenheiro florestal], entre muitos outros, que merecem a atenção do público.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s