Mercado Imobiliário como Sistema Complexo

prec%cc%a7os-de-imoveis-bh-sp-rj-jul-2015Uma análise mais detalhada da evolução dos preços de imóveis no país mostra que o ajuste de preços já se aprofundou em muitas regiões do Brasil. Apesar do preço médio mostrar uma trajetória gradual e ainda ter um pequeno aumento em 2015, já era possível observar queda nominal de preços em 5 das 25 cidades para as quais há índice construído: Brasília, Niterói, Curitiba, Osasco e Guarulhos.

Adicionalmente, mesmo nas outras 20 cidades que a Fipe e o ZAP acompanham, diversos bairros apresentaram queda no valor do metro quadrado anunciado. Considerando as três cidades com maior peso no cálculo do Índice FipeZap, foram observadas quedas nominais de preço em 28% dos bairros monitorados: São Paulo (17%), Belo Horizonte (34%) e Rio de Janeiro (35%). São substanciais as diferenças de preços de imóveis entre alguns “bairros nobres” (com m2 mais elevados) dessas três capitais.

A tabela acima destaca esse fenômeno comparando não só Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro, como também “bairros nobres”, isto é, com maiores preços por m2, que tiveram queda nominal no primeiro semestre de 2015. Revela os diferentes custo-de-vida para morar em cada qual: pagando-se o mesmo valor, nessa amostra, mora-se em residências maiores em Belo Horizonte. Mostra também que, em São Paulo, menos “bairros de gente rica” tiveram redução nominal nos preços de imóveis por m2.

O mercado imobiliário se revela como um sistema complexo. Possui diversos componentes heterogêneos, inclusive mercados geograficamente distintos, em processo de interações.

Daí a emergência periódica de ciclos de preços de imóveis, cujas características se diferenciam por:

  1. localidade,
  2. metragem,
  3. acabamento,
  4. vagas em garagem,
  5. dormitórios,
  6. tempo de construção / depreciação,
  7. distância a pontos de interesse, etc.

A literatura a respeito de aglomerações urbanas argumenta que determinados fatores locacionais, derivados da concentração de empresas em um certo local, contribuem de modo importante para a competitividade das organizações. Os atributos mais mencionados são:

  1. a difusão de conhecimentos entre diferentes organizações,
  2. a presença de um mercado de trabalho amplo e diversificado,
  3. o compartilhamento de custos entre diferentes organizações, e
  4. a otimização dos custos de transporte.

Torres (2014:7) afirma que “a sede de uma organização, além de ser uma figura jurídica, caracterizada normalmente para fins tributários e legais, é também o local onde usualmente está localizado o centro de comando da organização, assim como o eixo nodal daquelas unidades corporativas que precisam estar próximas a esse comando: finanças, jurídico, marketing, vendas, compras, pesquisa e desenvolvimento e tecnologia de informação”. Ele alerta que “o comando da área operacional (produção), embora também seja essencial para as organizações, em alguns casos opera de modo descentralizado, localizado junto às principais fábricas ou agências bancárias do grupo”.

Sendo assim, a demanda por morar em metrópoles com grandes populações se auto alimenta. No entanto, os preços de imóveis se diferenciam de acordo com suas localizações, seja por cidades, seja por bairros dentro de cada qual. Confira na tabela acima.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s