Elenco mais Valioso do Futebol Brasileiro em 2017

torcida-do-cruzeiro

O site Superesportes postou reportagem com dados do site alemão Transfermarkt, especializado em calcular valores de mercado de atletas do futebol mundial.

De acordo com o Transfermarkt, o grupo do Cruzeiro está avaliado em 77,25 milhões de euros. Convertido em reais, o montante chega a R$ 253,4 milhões.

As permanências de jogadores importantes que estavam no time em 2016 (Ramón Ábila, Robinho, Rafael Sobis e outros) e as contratações de reforços pontuais – casos de Diogo Barbosa, Thiago Neves e Lucas Silva – garantem ao Cruzeiro o elenco mais valioso do futebol brasileiro em 2017.

O jogador mais caro do elenco é o argentino Ramón Ábila, orçado em R$ 19,68 milhões. Depois vêm Arrascaeta (R$ 18 milhões), Manoel (R$ 14,76 milhões), Thiago Neves, Henrique e Dedé – os direitos econômicos dos três últimos estão estipulados, cada um, em R$ 13,12 milhões.

Em compensação, Ezequiel é o atleta mais barato entre os que estão nos planos do técnico Mano Menezes. O preço pelo lateral-direito é de 984 mil reais.

Com relação à equipe, a vantagem do Cruzeiro sobre o segundo elenco mais caro é considerável. Mesmo com a contratação do atacante Lucas Pratto, o time do São Paulo custa R$ 22,3 milhões a menos que o Time do Povo mineiro (R$ 231,1 milhões). Em seguida aparecem os conjuntos de Atlético-MG (R$ 227,9 milhões), Palmeiras (R$ 207,5 milhões) e Flamengo (R$ 187,5 milhões).

Valor de mercado dos times da Série A 2017: (*)

1- Cruzeiro: R$ 253,4 milhões
2- São Paulo: R$ 231,1 milhões
3- Atlético: R$ 227,9 milhões
4- Palmeiras: R$ 207,5 milhões
5- Flamengo: R$ 187,5 milhões
6- Grêmio: R$ 177,7 milhões
7- Corinthians: R$ 160,4 milhões
8- Santos: R$ 154,6 milhões
9- Fluminense: R$ 143,5 milhões
10- Atlético-PR: R$ 123,1 milhões
11- Vasco: R$ 114,9 milhões
12- Sport: R$ 109,6 milhões
13- Botafogo: R$ 96,4 milhões
14- Bahia: R$ 91,4 milhões
15- Vitória: R$ 90,6 milhões
16- Coritiba: R$ 88,3 milhões
17- Chapecoense: R$ 72,6 milhões
18- Ponte Preta: R$ 65,6 milhões
19- Avaí: R$ 30 milhões
20- Atlético-GO: R$ 28,7 milhões

(*) Valor convertido em reais pela reportagem

robinho-sobis-e-thiago-neves

O investimento feito pela diretoria do clube de Minas Gerais é esperança de títulos para 2017. O Cruzeiro começou bem as competições em disputa – é vice-líder do Campeonato Mineiro, por ter um empate usando o time reserva na casa do adversário; ocupa o primeiro lugar do Grupo C da Primeira Liga, com seis pontos; e chegou à terceira fase da Copa do Brasil sem sustos. Os comandados do técnico Mano Menezes ainda terão pela frente a Copa Sul-Americana e o Campeonato Brasileiro.

No início da temporada, o técnico Mano Menezes afirmou que até o fim de fevereiro teria definido o time titular do Cruzeiro. As opções são boas, com as diferenças entre os jogadores sendo mais de estilo e características do que técnicas.

No gol, Rafael vem tendo excelente desempenho desde agosto de 2016. Porém, a pressão religiosa para ele voltar para a reserva assim que Fábio, recuperado de cirurgia no joelho, estiver em plena forma. Este tem o maior número de jogos pelo Cruzeiro em todos os tempos. Mas só deve voltar se o Rafael se contundir e/ou falhar continuamente.

Na lateral direita Ezequiel tem crescido de produção a cada jogo. Mas não pode relaxar, pois Mayke é uma sombra forte e em quem a diretoria e a comissão técnica apostam muito, até por já ter dado respostas positivas quando exigido.

Na zaga ninguém tem posição garantida. Leo e o recém-chegado Caicedo (titular da seleção equatoriana) foram titulares recentemente, mas Manoel, que começou o ano jogando, se recuperou de pancada e quer retornar. Além disso, Dedé já treina normalmente com bola depois de superar mais uma cirurgia no joelho direito e em breve deverá disputar um lugar na equipe.

A lateral esquerda é o primeiro ponto em que parece haver um dono, o recém-contratado Diogo Barbosa, ex-titular do Botafogo. Ele vem mostrando bom futebol, tanto na defesa quanto no apoio ao ataque, não dando muitas chances aos outros jogadores da congestionada posição – Bryan, Edimar e Fabrício (ex-Palmeiras e Internacional).

Quem sempre foi titular absoluto e não mudou de status é o volante Henrique, um dos mais experientes do grupo e que segue em bom nível. No trabalho de proteção da defesa e de propiciar saída de bola qualificada ele tem a companhia do argentino Ariel Cabral, que viu crescer a concorrência com o retorno de Lucas Silva, que nos últimos dois anos atuou no futebol europeu, e teve excelente desempenho em longos lançamentos e chutes à distância nos dois jogos em que entrou no segundo tempo.

Daí para a frente, os titulares parecem estar definidos, com Robinho, Thiago Neves, De Arrascaeta e Rafael Sobis. Foi essa a formação usada na goleada por 6 a 0 sobre o São Francisco-PA, pela segunda fase da Copa do Brasil. O ataque mostrou movimentação consistente, trocando de posições entre os jogadores continuamente.

Mas mesmo o quarteto ofensivo tem de se desdobrar. Afinal, opções não faltam a Mano Menezes, quem tem jogadores como Elber (ponta-direita), Rafinha (meia) e Alisson (ponta-esquerda); Ábila (centro-avante), além dos jovens saídos da base Marcos Vinícius (meia), Alex (meia) e Raniel (centro-avante).

Segundo o treinador, as mudanças vão ocorrer naturalmente, muitas vezes motivadas pelas circunstâncias de cada jogo. Em um campo ruim, por exemplo, ele pode abrir mão dos toques rápidos e apostar na força, com Ábila entrando como referência na área.

Ou até alternar peças para evitar o desgaste. Afinal, se fez nove jogos em menos de um mês (contando o amistoso com o Brasília), a maratona segue: serão oito partidas em 25 dias, incluindo Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Primeira Liga.

EM DISPUTA

Gol

Titular: Rafael
Candidato: Fábio

Lateral direita

Titular: Ezequiel
Candidato: Mayke

Zaga

Titulares: Leo e Caicedo
Candidatos: Dedé e Manoel

Volante

Titular: Ariel Cabral
Candidato: Lucas Silva

Garantidos

Lateral esquerda: Diogo Barbosa
Volante: Henrique
Armação: Thiago Neves, Robinho, e De Arrascaeta
Ataque: Rafael Sobis

 titulos-por-equipeCampeonato Brasileiro: o vencedor necessita ter regularidade, preferencialmente, ganhando em casa (19 X 3 = 57 pontos) e empatando fora (+ 19 pontos), em uma campanha ideal que soma 76 pontos e garante o título com 67% dos pontos conquistados.

Obs.: neste ano, oito fortes concorrentes estarão dividindo a atenção com a disputa em simultâneo da Copa Libertadores da América: Palmeiras, Atlético-MG, Grêmio, Santos, Flamengo, Chapecoense, Botafogo, Atlético-PR.

Veja a tabela do primeiro turno do Campeonato Brasileiro:

1ª rodada (13 ou 14 de maio)

Fluminense x Santos
Flamengo x Atlético
Palmeiras x Vasco
Corinthians x Chapecoense
Cruzeiro x São Paulo
Coritiba x Atlético-GO
Grêmio x Botafogo
Bahia x Atlético-PR
Ponte Preta x Sport
Avaí x Vitória

2ª rodada (20 ou 21 de maio)

Botafogo x Ponte Preta
Vasco x Bahia
Santos x Coritiba
São Paulo x Avaí
Atlético x Fluminense
Atlético-PR x Grêmio
Sport x Cruzeiro
Vitória x Corinthians
Atlético-GO x Flamengo
Chapecoense x Palmeiras

3ª rodada (27 ou 28 de maio)

Botafogo x Bahia
Vasco x Fluminense
Santos x Cruzeiro
São Paulo x Palmeiras
Atlético x Ponte Preta
Atlético-PR x Flamengo
Sport x Grêmio
Vitória x Coritiba
Atlético-GO x Corinthians
Chapecoense x Avaí

4ª rodada (3 ou 4 de junho)

Fluminense x Vitória
Flamengo x Botafogo
Palmeiras x Atlético
Corinthians x Santos
Cruzeiro x Chapecoense
Coritiba x Atlético-PR
Grêmio x Vasco
Bahia x Atlético-GO
Ponte Preta x São Paulo
Avaí x Sport

5ª rodada (7 ou 8 de junho)

Fluminense x Atlético-PR
Vasco x Corinthians
Santos x Botafogo
São Paulo x Vitória
Atlético x Avaí
Coritiba x Palmieras
Sport x Flamengo
Bahia x Cruzeiro
Atlético-GO x Ponte Preta
Chapecoense x Grêmio

6ª rodada (10 ou 11 de junho)

Botafogo x Coritiba
Vasco x Sport
Palmeiras x Fluminense
Corinthians x São Paulo
Cruzeiro x Atlético-GO
Atlético-PR x Santos
Grêmio x Bahia
Vitória x Atlético
Ponte Preta x Chapecoense
Avaí x Flamengo

7ª rodada (14 ou 15 de junho)

Fluminense x Grêmio
Flamengo x Ponte Preta
Santos x Palmeiras
Corinthians x Cruzeiro
Atlético x Atlético-PR
Coritiba x Bahia
Sport x São Paulo
Vitória x Botafogo
Atlético-GO x Avaí
Chapecoense x Vasco

8ª rodada (17 ou 18 de junho)

Fluminense x Flamengo
Vasco x Avaí
Santos x Ponte Preta
São Paulo x Atlético
Cruzeiro x Grêmio
Coritiba x Corinthians
Sport x Vitória
Bahia x Palmeiras
Atlético-GO x Atlético-PR
Chapecoense x Botafogo

9ª rodada (21 ou 22 de junho)

Botafogo x Vasco
Flamengo x Chapecoense
Palmeiras x Atlético-GO
Corinthians x Bahia
Atlético x Sport
Atlético-PR x São Paulo
Grêmio x Coritiba
Vitória x Santos
Ponte Preta x Cruzeiro
Avaí x Fluminense

10ª rodada (24 ou 25 de junho)

Botafogo x Avaí
Vasco x Atlético-GO
Santos x Sport
São Paulo x Fluminense
Cruzeiro x Coritiba
Atlético-PR x Vitória
Grêmio x Corinthians
Bahia x Flamengo
Ponte Preta x Palmeiras
Chapecoense x Atlético

11ª rodada (1º ou 2 de julho)

Fluminense x Chapecoense
Flamengo x São Paulo
Palmeiras x Grêmio
Corinthians x Botafogo
Atlético x Cruzeiro
Coritiba x Vasco
Sport x Atlético-PR
Vitória x Bahia
Atlético-GO x Santos
Avaí x Ponte Preta

12ª rodada (8 ou 9 de julho)

Botafogo x Atlético
Vasco x Flamengo
Santos x São Paulo
Corinthians x Ponte Preta
Cruzeiro x Palmeiras
Coritiba x Sport
Grêmio x Avaí
Bahia x Fluminense
Atlético-GO x Vitória
Chapecoense x Atlético-PR

13ª rodada (12 ou 13 de julho)

Fluminense x Botafogo
Flamengo x Grêmio
Palmeiras x Corinthians
São Paulo x Atlético-GO
Atlético x Santos
Atlético-PR x Cruzeiro
Sport x Chapecoense
Vitória x Vasco
Ponte Preta x Bahia
Avaí x Coritiba

14ª rodada (15 ou 16 de julho)

Botafogo x Sport
Vasco x Santos
Palmeiras x Vitória
Corinthians x Atlético-PR
Cruzeiro x Flamengo
Coritiba x Fluminense
Grêmio x Ponte Preta
Bahia x Avaí
Atlético-GO x Atlético
Chapecoense x São Paulo

15ª rodada (19 ou 20 de julho)

Fluminense x Cruzeiro
Flamengo x Palmeiras
Santos x Chapecoense
São Paulo x Vasco
Atlético x Bahia
Atlético-PR x Botafogo
Sport x Atlético-GO
Vitória x Grêmio
Ponte Preta x Coritiba
Avaí x Corinthians

16ª rodada (22 ou 23 de julho)

Fluminense x Corinthians
Flamengo x Coritiba
Santos x Bahia
São Paulo x Grêmio
Atlético x Vasco
Atlético-PR x Ponte Preta
Sport x Palmeiras
Vitória x Chapecoense
Atlético-GO x Botafogo
Avaí x Cruzeiro

17ª rodada (29 ou 30 de julho)

Botafogo x São Paulo
Vasco x Atlético-PR
Palmeiras x Avaí
Corinthians x Flamengo
Cruzeiro x Vitória
Coritiba x Atlético
Grêmio x Santos
Bahia x Sport
Ponte Preta x Fluminense
Chapecoense x Atlético-GO

18ª rodada (2 ou 3 de agosto)

Botafogo x Palmeiras
Vasco x Cruzeiro
Santos x Flamengo
São Paulo x Coritiba
Atlético x Corinthians
Atlético-PR x Avaí
Sport x Fluminense
Vitória x Ponte Preta
Atlético-GO x Grêmio
Chapecoense x Bahia

19ª rodada (5 ou 6 de agosto)

Fluminense x Atlético-GO
Flamengo x Vitória
Palmeiras x Atlético-PR
Corinthians x Sport
Cruzeiro x Botafogo
Coritiba x Chapecoense
Grêmio x Atlético
Bahia x São Paulo
Ponte Preta x Vasco
Avaí x Santos

Levantamento realizada pelo instituto Paraná Pesquisas, publicada pelo jornal “O Globo”, mostrou que a torcida do Cruzeiro é a sexta maior do Brasil, com 8.243.257 torcedores. Durante dez meses, entre março e dezembro de 2016, o instituto ouviu 10,5 mil pessoas no Brasil, resultando em uma das maiores amostragens em pesquisas nacionais de torcida.

Percorrendo 23 estados, o levantamento trouxe dados curiosos, como os 40 milhões de brasileiros (19,5%) que não torcem por time algum. Segundo o levantamento, a torcida celeste é a maior de Minas Gerais. Levando em consideração todo o território brasileiro, a Raposa perde apenas para Flamengo, Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Vasco.

Veja os números:

Paraná Pesquisas / Brasil 2016
Período: março a dezembro de 2016
Público: 10.500 (23 estados)
População estimada (IBGE/2016): 206.081.432

1º) Flamengo – 16,2% (33.385.191)
2º) Corinthians – 13,7% (28.233.156)
3º) São Paulo – 7,4% (15.250.025)
4º) Palmeiras – 5,8% (11.952.723)
5º) Vasco – 4,6% (9.479.745)
6º) Cruzeiro – 4,0% (8.243.257)
7º) Grêmio – 3,5% (7.212.850)
8º) Santos – 3,1% (6.388.524)
9º) Atlético-MG – 2,8% (5.770.280)
10º) Inter – 2,7% (5.564.198)
11º) Bahia – 2,0% (4.121.628)
12º) Botafogo – 1,7% (3.503.384)
13º) Fluminense – 1,6% (3.297.302)
14º) Sport – 1,3% (2.679.058)
15º) Ceará – 1,1% (2.266.895)
16º) Atlético-PR – 0,8% (1.648.651)
16º) Fortaleza – 0,8% (1.648.651)
16º) Vitória – 0,8% (1.648.651)
19º) Coritiba – 0,7% (1.442.570)
19º) Santa Cruz – 0,7% (1.442.570)

Outros times – 5,1% (10.510.153)
Sem clube – 19,5% (40.185.879)

2 thoughts on “Elenco mais Valioso do Futebol Brasileiro em 2017

  1. Interessante o comentário sobre o CRUZEIRO, que outrora, antes do advento da Toca da Raposa, era a “temível esquadra celeste do Barro Preto”, entretanto tornou-se “vitrine” para rentáveis “negócios” de “empresários” do futebol a partir da gestão do senador-suplente e proprietário de helicóptero apreendido no ES…, permita-me as ponderações e indagações:
    1. A “avaliação patrimonial” do elenco se restringiu ao critério “preço de aquisição”? Critérios contábeis-financeiros! Na Teoria Econômica há distinção conceitual entre “preço” e “valor”?;
    2. Até agora, em 2017, o jogador de maior preço preço – Ramom Ábila – não possui a titularidade no ataque cruzeirense. Seria o “reserva de valor”! Será a “moeda de troca” para os jogos onde se fizer necessário a “luta de classe” mover a história do placar – naquelas situações em que a “diplomacia” do toque do bola mostrar-se “trabalho morto”?
    2. Espero que o “ateu” Mano defenestre do time o “religioso cínico” Fábio e mantenha o”arcanjo” Gabriel na titularidade do gol da plêiade do time celeste.

    1. Prezado César,
      o senador golpista foi afastado há anos e quer voltar na próxima eleição do clube, porque jamais será reeleito senador!

      1. a avaliação é do site alemão Transfermarkt, especializado em calcular valores de mercado de atletas do futebol mundial. Imagino que o critério seja o mesmo para todos os jogadores.

      2. o argentino Ramon Ábila é um centro-avante para conclusão e/ou pivô que se adequa a alguns jogos, porém não na tática de mobilidade e troca de posições de todos os atacantes como está sendo adotada.

      3. concordo que o goleiro titular deve ser o Rafael, uma renovação louvável. Agora é tempo do Fábio ser um excelente reserva.
      att.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s