Debate sobre Taxa de Juros com Samuel Pessôa

Hoje, finalmente, terei oportunidade de debater com o Samuel Pessôa no Auditório do IE-UNICAMP às 19:00.

DownloadFERNANDO N. COSTA – Debate sobre Juros 05.04.2017

Em resumo, direi que estamos em uma dependência de trajetória caótica!

Primeira Lei dos Economistas: “para cada um, existe outro igual e contrário”. Segunda Lei dos Economistas: “ambos estão errados”. Essas são leis profissionais, pois estes representam castas de natureza ocupacional que têm conflitos de interesses entre si.

Recentemente, o Estado de Bem-Estar Social estava sendo construído no Brasil pela aliança entre a casta dos trabalhadores organizados e/ou sindicalizados e a subcasta dos sábios desenvolvimentistas. Apesar de vitoriosa em quatro eleições presidenciais seguidas, foi golpeada por uma aliança entre as castas dos mercadores-industriais-financistas, dos aristocratas oligárquicos regionalistas no Poder Legislativo e dos sábios do Poder Judiciário. Estas contaram com o apoio explícito da subcasta dos sábios neoliberais-midiáticos e da casta dos guerreiros-policiais federais. Continue reading “Debate sobre Taxa de Juros com Samuel Pessôa”

Inovações no Ensino

Wow Room” é a primeira sala de aula digital de grandes proporções da Europa. Nela, existem 48 monitores que em um tapete digital de 45 metros quadrados em forma de “U“, que permite a interação com até 60 alunos simultaneamente.

A experiência de aprendizagem na escola de negócios espanhola IE Business School, eleita como o melhor curso de MBA on-line do mundo pelo Financial Times, acontece por meio de:

  1. inteligência artificial,
  2. simulações em tempo real,
  3. análises de “big data“,
  4. robôs interativos,
  5. sistemas de reconhecimento emocional, e
  6. presença de especialistas via hologramas.

O professor consegue interagir como se estivesse em uma sala de aula normal. Olhar o futuro significa investir em inovações tecnológicas como essa. Uma das apostas da escola é crescer no ensino on-line e/ou EAD (Ensino à Distância).

Mais do que incorporar novas tecnologias, se quiserem olhar para a frente, as escolas precisam:

  1. se afastar do conhecimento teórico [isto no caso de cursos de Gestão baseados em “banco de boas práticas” sem fundamentos teóricos] e
  2. focar cada vez mais no treino de comportamentos mentais e competências interpessoais.

Continue reading “Inovações no Ensino”

Darc Costa: Visão Geopolítica da Casta dos Guerreiros

darc-e-geopolitica

Darc Costa coloca a seguinte questão na entrevista concedida aos pesquisadores Gloria Maria Moraes da Costa (coordenadora), Hildete Pereira de Melo e Victor Leonardo de Araújo, no livro “BNDES: Entre o Desenvolvimentismo e o Neoliberalismo (1982-2004)” (Rio de Janeiro: CICEF, 2016): “esse processo [neoliberal de internacionalização e privatização] só veio a ser de certa forma minorado, no final do século XX e início do século XXI, com a inserção da China no mercado internacional.

No momento em que a China entra no mercado internacional como demandante de commodities e ofertante de produtos industriais, ela desequilibra todas as relações econômicas que existiam anteriormente, à medida que diminui o preço dos produtos industriais e aumenta o preço das commodities. Ao fazê-lo, ela retira o colchão que sustentava o crescimento dos países centrais, dos países da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), e cria para os países fornecedores de commodities uma riqueza que lhes permite ser mais independente em relação aos organismos internacionais.

Para nós, isso cria a possibilidade de termos um novo processo de desenvolvimento. E isso começa no início do século XXI, permitindo se pensar em retomar o ciclo do desenvolvimento, porque nós tivemos nesse intervalo, de 1982 até 2000, um período de estagnação decorrente de um ajuste que nos foi imposto. É isso.” Continue reading “Darc Costa: Visão Geopolítica da Casta dos Guerreiros”