Queda da Indústria Brasileira no Atual Contexto Mundial Benigno

Confira, no ranking mundial, a queda de PIB baseado em PPC do Brasil com a volta da Velha Matriz Neoliberal em 2015. Em 2005, durante o Governo Lula, a indústria brasileira era 2,9% da mundial; em 2016, sua representatividade caiu para 1,8%. Enquanto isso, a China e a Índia, utilizando-se da alavancagem financeira propiciada por seus bancos públicos, elevam seus PIBs. A China ultrapassou os EUA em 2014.

Confirme abaixo a importância de líderes como Lula, Obama e Merkel para seus países adotarem estratégia desenvolvimentista e compare com o quadro depressivo atual em função do golpe de Estado “semi-parlamentarista”.

 

Continue reading “Queda da Indústria Brasileira no Atual Contexto Mundial Benigno”

Leitura Comentada da Entrevista de Marc Morgan sobre a Desigualdade Brasileira

O economista irlandês Marc Morgan Milá, 26 anos, reconhece que houve declínio da desigualdade de renda no mercado de trabalho, como mostra a PNAD, a pesquisa por domicílio realizada pelo IBGE. Mas os mais ricos não respondem a pesquisa ou escondem fontes de riqueza. Então, não há representação acurada do topo.

O grupo dos 1% mais ricos tem cerca de 1,4 milhão de pessoas, com renda anual a partir de R$ 287 mil.

O 0,1% mais rico reúne 140 mil pessoas com renda mínima anual de R$ 1,4 milhão.

Enquanto isso, a renda média anual de toda a população é de R$ 35 mil.

É uma discrepância muito grande. Esse é o ponto importante no caso brasileiro: a concentração do capital é muito alta. Veja no gráfico acima a representação da distribuição do estoque da riqueza, muito pior que a distribuição do fluxo da renda: os 10% mais ricos detém 74,2% do patrimônio total, mas como o Top 1% possui 47,9%, sobra para os 9% mais ricos 26,3%, que é mais do que têm os 90% restantes: 25,8%!

E ainda tem colega/companheiro me criticando quando eu afirmo que o conflito de interesses na estratificação social brasileira é mais bem representada por categorias de natureza ocupacional, como castas versus párias, tal como na Índia, do que por “luta de classes”.

Continue reading “Leitura Comentada da Entrevista de Marc Morgan sobre a Desigualdade Brasileira”