Da Exuberância Irracional À Economia Narrativa

Este livro de Robert J. Shiller, “Economia Narrativa” (2019), é a pedra angular de uma linha de pensamento desenvolvida ao longo de grande parte da sua vida. Ele se baseia no trabalho dele e seus colegas, principalmente George Akerlof, realizado ao longo de décadas, culminando em seu discurso presidencial, “Narrative Economics“, em sua posse na American Economic Association em 2017 e nas suas Marshall Lectures na Cambridge University em 2018.

Este livro faz uma ampla tentativa de sintetizar as ideias em todos esses trabalhos, vinculando essas ideias à epidemiologia (o ramo da Ciência preocupado com a disseminação de doenças) e propondo a noção de os vírus pensados ​​serem responsáveis ​​por muitas das mudanças observadas nas atividades econômicas. A “história” de nossos tempos e de nossas vidas pessoais está mudando constantemente, mudando assim como mudam nossos comportamentos.

As ideias sobre Economia Narrativa apresentadas neste livro se encaixam nos recentes avanços na tecnologia da informação e nas mídias sociais, porque esses são os canais pelos quais as histórias viajam pelo mundo e se tornam virais em milissegundos. Daí tiveram efeitos profundos no comportamento econômico.

No entanto, este livro também examina um longo período da história quando as comunicações eram mais lentas, quando as histórias eram repetidas por telefone e telégrafo e por jornais entregues por caminhão ou trem.

Este livro está dividido em quatro partes.

A Parte I apresenta conceitos básicos, partindo de pesquisas em campos tão diversos quanto a Medicina e a História, e oferecendo dois exemplos de narrativas que muitos leitores reconhecerão:

(1) a narrativa do Bitcoin, cuja epidemia começou em 2009, e

(2) a narrativa da Curva de Laffer, tornada viral principalmente nas décadas de 1970 e 1980.

A Parte II fornece uma lista de proposições para ajudar a guiar nosso pensamento sobre Narrativas Econômicas e para evitar erros nesse pensamento. Por exemplo, muitas pessoas não percebem as narrativas perenes poderem sofrer um processo de mutação, renovando histórias antes fortes e as fortalecendo novamente.

A Parte III examina nove narrativas perenes. Elas provaram sua capacidade de influenciar decisões econômicas importantes, como narrativas sobre a confiança de outras pessoas ou sobre frugalidade ou insegurança no emprego.

A Parte IV olha para o futuro, com algumas reflexões sobre para onde as narrativas estão nos levando neste momento da história e qual o tipo de pesquisa futura poderia melhorar nossa compreensão delas.

A seguir à parte IV está um apêndice onde se relaciona a análise de narrativas à teoria médica das epidemias de doenças.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s