Desemprego na Pandemia: Baixe o Relatório do Banco Mundial

Crises econômicas, tais como a que a América Latina e o Caribe estão passando no momento, têm efeitos duradouros na estrutura de emprego e podem expulsar permanentemente muitas pessoas da economia formal, segundo  novo relatório do Banco Mundial.

De acordo com EMPREGO EM CRISE: Trajetória para Melhores Empregos na América Latina Pós-COVID-19a pandemia de Covid-19 vem causando maior impacto nos trabalhadores menos qualificados e agravando a já alta desigualdade na região.É comum que trabalhadores menos qualificados sofram com salários mais baixos por dez anos após uma crise, e trabalhadores mais qualificados consigam uma recuperação mais rápida.

Em consequência disso, as políticas governamentais devem ter como foco a proteção dos trabalhadores contra impactos significativos e de longo prazo, por meio do seguro-desemprego, de redes de proteção social e requalificação, da facilitação para a geração de postos de trabalho e de assistência aos trabalhadores para que possam estar nos locais onde há trabalho. Concorrência mais acirrada, maior flexibilidade para gerir recursos humanos e redução dos subsídios podem ajudar.

Por meio de políticas comerciais e contratos públicos, os governos podem criar um ambiente mais propício para as empresas competitivas prosperarem. Além disso,  investimento direcionado ao transporte público pode aproximar os trabalhadores dos empregos e  moradia acessível pode permitir que eles vivam próximos de onde há empregos.

O primeiro passo fundamental é implementar estruturas macroeconômicas e estabilizadores automáticos fortes e prudentes para proteger os mercados de trabalho de possíveis crises. Sólidas políticas fiscais e monetárias podem preservar a estabilidade macroeconômica e evitar a pressão financeira no sistema como um todo diante de um choque. Reformas fiscais, incluindo um sistema tributário menos distorcido, gastos públicos mais eficientes, programas de aposentadoria financeiramente sustentáveis e regras fiscais claras estão na linha de frente da defesa contra as crises.

Programas contracíclicos de apoio à renda, tais como o seguro-desemprego e outros tipos de transferências para as famílias em períodos de recessão, limitam os danos causados pelas contrações e auxiliam na recuperação das economias. No entanto, um dos desafios é que os grandes segmentos da força de trabalho da região são informais e não são, portanto, contemplados com o seguro-desemprego tradicional.

Ademais, é imprescindível ampliar a capacidade de proteção social e as políticas trabalhistas da região, combinando essas políticas em sistemas que ofereçam apoio à renda e preparem os trabalhadores para novos trabalhos por meio da requalificação e da assistência para obtenção de um novo emprego. A rápida reação dos governos para expandir alguns dos programas de proteção social e emprego durante a pandemia pode levar a avanços no desenvolvimento de registros sociais melhores e mais integrados. Essa medida é viável no curto prazo e pode fazer a diferença no alcance desses programas.

No entanto, estabilizadores macroeconômicos mais fortes e reformas nos sistemas de proteção social e trabalhista não são suficientes. Também é necessário estimular a recuperação do emprego dando apoio à geração intensiva de postos de trabalho.

Esse esforço exigirá resolver questões estruturais. Políticas de concorrência, políticas regionais e regulamentações trabalhistas são áreas primordiais. Se os países não tratarem desses temas fundamentais, as recuperações continuarão sendo caracterizadas pela lentidão na criação de empregos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s