Maior Taxa de Juro Real no Mundo

Obs.: em 3 anos, aplicar com maior risco em CDBs de banquetas em lugar de bancos, rende apenas R$ 57,33 a mais a cada R$ 1.000. Esse retorno a mais por 3 anos vale o risco de bancarrota?

O investimento em CDB oferecido por grandes bancos é apresentado pela FSP como menos competitivo. Para quem aplica um valor inicial relativamente baixo, como é o caso dos exemplos simulados, a remuneração é de apenas 93% do CDI. Nessas condições, a aplicação perde em rentabilidade para os demais investimentos avaliados, com exceção da poupança. Mas é possível conseguir CDB com 100% do CDI no maior banco privado nacional!

Para aplicações em intervalos acima de seis meses e abaixo de um ano e um dia, as LCIs e LCAs (Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio) trazem o melhor retorno. A remuneração de 90% do CDI considerada na simulação se mostra vantajosa no cenário de curto prazo porque ela é isenta de Imposto de Renda.

Outros investimentos em renda fixa mais competitivos, como os CDBs, têm alíquotas variáveis de IR: 22% no 1o. semestre, 20% após um ano, 17,5% após 1,5 ano e 15% após 24 meses, todas sobre rendimentos – e não o valor total.

Tesouro Direto Selic e Fundo DI conservador foram as outras opções analisadas. Ambos ficam atrás quando comparados à rentabilidade dos CDBs de bancos médios e das LCIs e LCAs, mas se mostraram opções vantajosas na comparação com CDBs de grandes bancos (caso seja 93% do CDI) e, principalmente, em relação à caderneta de poupança.

Não foram consideradas taxas de administração e custódia para as simulações de Tesouro e Fundo DI.

Brasil é o país com a maior taxa de juros ao anodescontada a projeção de inflação, segundo o ranking mundial de juros reais, compilado pelo portal MoneYou e pela gestora Infinity Asset Management. A lista tem 40 países.

Essa marca foi alcançada após o Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central ter elevado, na última quarta-feira (2), a taxa básica de juros (Selic) em 1,5 ponto percentual, a 10,75% ao ano.

Para chegar aos juros reais, porém, o estudo fez uma equação entre as taxas nominais estimadas e aquelas negociadas a mercado para janeiro de 2023. No caso do Brasil, a referência dos juros de mercado é o índice dos contratos DI (Depósitos Interbancários). Estava em cerca de 11,9% ao ano na última quarta.

Desse cálculo é descontada a perspectiva de alta da inflação para os próximos 12 meses — para o Brasil, a projeção é 5,38%, segundo a pesquisa Focus do Banco Central.

O resultado é uma taxa de juros real de 6,41% ao ano, colocando o Brasil no topo do pódio dos países com o crédito mais caro, à frente de Colômbia (3,02%). Rússia (4,61%) e

A lista de nações com taxas positivas é pequena, tem apenas dez posições, ocupadas também por Chile, México, Indonésia, Hungria, Turquia, Malásia e República Tcheca. Outros 30 estão em situação inversa. A Argentina está no fim da fila. O país vizinho tem juros negativos de 14,5%, o que reflete uma inflação que fechou 2021 em alta de 51%.

Na maior parte do planeta, as economias seguem com juros abaixo das taxas estimadas de inflação. Esse cenário reflete a rápida e surpreendente escalada de preços global. Uma situação gerada pelo desequilíbrio entre a alta demanda e a baixa oferta de mercadorias e insumos após a retomada econômica gerada pelo avanço da vacinação contra a covid-19 nas principais economias mundiais.

Bancos Centrais em todo o mundo, porém, iniciaram ou discutem começar apertos monetários — elevar juros — para combater a escalada do custo de vida.

Entre os 40 países do ranking, 67,50% mantiveram suas taxas, na última rodada de discussões das suas respectivas autoridades monetárias, enquanto 32,50% elevaram taxas.

No cômputo geral, extrapolando esse ranking, dos 167 países analisados, 78,44% mantiveram os juros e 19,16% elevaram. Apenas 2,40% cortaram.

O peso global da posição do Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos Estados Unidos) sobre os próximos passos da política monetária da principal economia do mundo. A autoridade monetária deverá tirar suas taxas de juros de referência do zero a partir de março, medida considerada necessária por membros do Fed para o país frear a maior inflação em quatro décadas.

Países emergentes, como o Brasil, são pressionados a elevar juros em meio a expectativa de que investimentos em renda fixa nos Estados Unidos se tornem mais atrativos. Caso não o façam, correm risco de enfrentar a saída de investidores, escassez de dólares, e, ainda, mais pressão inflacionária devido ao aumento na taxa de câmbio.

1 thought on “Maior Taxa de Juro Real no Mundo

  1. Republicou isto em Iso Sendacz – Brasil and commented:
    Mesmo se considerada só a Selic, o Brasil ainda lideraria o mundo com 5.09% de juro real. Pago o tributo exclusivo na fonte de 15%, sobram ainda 3,57%, um ganho sem fazer força.
    Por isso, o colombiano Daniel Libreros classificou a dívida pública como um dos melhores negócios privados do mundo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s