Papel dos Bancos Públicos no Desenvolvimento Econômico

SEM_GGN_Bancos Públicos 241114

O fraco crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro nos últimos anos levantou questões quanto à viabilidade de se utilizar bancos públicos para estimular a economia. Especialistas se encontram hoje divididos entre os que defendem a isonomia na concessão de empréstimos dirigidos a qualquer grupo econômico, e aqueles que acreditam que o financiamento público deve ser aplicado em agentes estratégicos para o desenvolvimento do país.

Para discutir a fundo essas questões, bem como se os empréstimos dos bancos públicos impactam positivamente na multiplicação de receita, com benefícios para várias camadas do setor produtivo, o Jornal GGN realizará no dia 24 de novembro, em São Paulo, das 09h às 18h00, o seminário O papel dos bancos públicos no desenvolvimento econômico, reunindo,entre outros nomes, o professor livre-docente do IE-Unicamp, autor do livro “Brasil dos Bancos” (Edusp, 2012), ex-vice-presidente da Caixa Econômica Federal (2003-2007), Fernando Nogueira da Costa.

O encontro permitirá entender, também, as posições de duas escolas importantes, sobre o papel dos bancos públicos. De um lado, o ex-Secretário de Política Econômica da gestão Antônio Pallocci, Marcos Lisboa. De outro, o ex-secretário Executivo do Ministério da Fazenda e atual professor da Escola de Economia de São Paulo da FGV, Nelson Barbosa. Continuar a ler

Conferência: Regulação Financeira Pós-crise

logo_celsofurtado

O Centro Celso Furtado tem organizado Conferências para a Petrobras (um de seus sócios patronos) sobre temas solicitados pela Área de Estratégia da empresa. Este ano já realizou duas conferências. Uma com Luiz Carlos Prado e a outra com Márcio Pochmann, ambos sócios do Centro. A próxima conferência, para a qual fui convidado para ser o conferencista, tem o seguinte briefing:

Regulação financeira pós-crise

Diante da liberdade dos fluxos de capitais, os países, principalmente os em desenvolvimento, têm sofrido com a forte volatilidade de suas moedas, bem como com os impactos sobre a condução da política econômica. Tendo em vista esses aspectos, pergunta-se:

  • é o regime de metas de inflação instrumento adequado para a condução da política monetária?
  • que tipos de instrumentos são compatíveis com uma política econômica alternativa?
  • a experiência de Bancos Centrais que têm mandatos mais abertos (inflação, mas também emprego e atividade econômica), a exemplo do Fed, pode vir a ser adotada no Brasil?

A referida conferência é para um seleto grupo de aproximadamente 30 executivos da Petrobras.

Download da conferência: FERNANDO COSTA – PETROBRAS – CICEF – Regulação Pós-Crise 19.11.2014 

Perspectivas da Economia Brasileira

cropped-olhos-ouvidos-boca.jpgPalestra na XII Semana de Economia da PUC-SP está agendada para o dia 30/09, às 19:40. 
 
A mesa Perspectivas da economia brasileira ocorrerá no auditórios 239 (PUC-SP, “PRÉDIO NOVO” na   Rua Monte Alegre, 984.   Perdizes – São Paulo – SP).
 

Participantes do debate: Fernando Nogueira da Costa (UNICAMP), Marcos Lisboa (INSPER) e Antonio C. Lacerda (PUC-SP).

A apresentação de cada palestrante terá cerca de 30 minutos seguida do debate: Perspectivas da Economia Brasileira – Apresentação na PUC-SP de Fernando Nogueira da Costa 300914.

Palestra de Peter Evans no IE-UNICAMP

IE UNICAMPNational Labor Movements and Transnational Connections: Global Labor’s Evolving Architecture Under Neoliberalism

Palestrante: Peter Evans (University of California, Berkeley and Watson Institute, Brown University

Data: 10/09/2014

Horário: 14 horas

Local: Auditório Jorge Tápia – IE-UNICAMP

Download da apresentaçãoSeminário_Peter_Evans Evans Nat Terrains + Global Labor Final Draft Mar 2014 (1)

Evans Nat Terrains + Global Labor Final Draft Mar 2014 (1)

O Que Está Em Jogo nas Eleições de 2014: Continuidade ou Retrocesso

6JornadaBrasilInteligenteEletronico

Prezad@s,

veja o convite para a 6ª Jornada Brasil Inteligente, que acontece no dia 22 de agosto de 2014 (sexta-feira), a partir das 14 horas, no auditório do Seesp, em São Paulo. Será possível acompanhar o evento também pela internet pelo link que estará disponível no site da CNTU (WWW.cntu.org.br).

Download da Apresentação do Fernando Nogueira da CostaO Que Está Em Jogo nas Eleições de 2014 – Continuidade do Avanço ou Retrocesso

Apresentação sobre Estado e Desenvolvimento

Ícone de EconomiaMackenzie Rio                                                XIV SEMANA DE ECONOMIA 

Prezados,

No dia 13 de agosto de 1951 [um mês e meio antes de eu nascer: Oh, carma!], o então Presidente do Brasil, Getúlio Vargas, sancionou a lei 144, que criou a profissão de Economista. Esse profissional é responsável por compreender a forma com que a sociedade usa seus recursos materiais e humanos, com vistas a produzir e distribuir bens e serviços.

O economista precisa ter uma visão panorâmica sobre a sociedade, no que diz respeito à Política, à História e às Políticas Públicas. Prova disso são os inúmeros campos de atuação, tanto na esfera pública quanto privada.

É responsável pela viabilização e a melhor distribuição dos recursos financeiros de uma determinada empresa, faz previsões econômicas, participa da elaboração de planejamentos, cuida dos cálculos econômicos (custos, rentabilidade, consumo, gastos etc.), planeja aplicações financeiras e elabora perspectivas macro e micro econômicas.

A Coordenação do Curso de Ciências Econômicas parabeniza todos os alunos, professores e profissionais da Economia.
Para celebrar essa data, convida a todos para participarem da palestra que ocorrerá amanhã, as 18h30min, na nossa XIV Semana de Economia. O tema será Estado e Desenvolvimento. Os palestrantes serão os professores Miguel Antonio Pinho Bruno (Mackenzie Rio – Ence/IBGE – Uerj) e Fernando Nogueira da Costa (Unicamp).
Atenciosamente,

Prof. Marcelo Anache

Coordenador do Curso de Ciências Econômicas

Mackenzie Rio – Campus Centro

Mackenzie Rio

Download da apresentação: FERNANDO COSTA – Mackenzie-RJ – Estado e Desenvolvimento 140814