Inspira Papo: Comemoração dos 2.000 Seguidores deste Modesto Blog Pessoal

Em um programa especial com palestrantes do Inspira Fenae 2018, Evaniza Rodrigues e Fernando Costa falam sobre mobilização social, direito à moradia, cidades, Economia da Felicidade e, claro, o papel social da Caixa — tema da palestra do ex-VP da Caixa. Confira nesse Inspira Papo!

1

14:49

Inspira Papo com Nathália Arcuri

Fenae

Clique no link (play) para assistir a entrevista:

24:42

Inspira Papo – Evaniza Rodrigues e Fernando Costa

Fenae

3

3:19

Entrevista com Lázaro Ramos – Inspira Fenae 2018

Fenae

4

12:08

Inspira Papo – Clóvis de Barros

Fenae

Felicidade é Aqui e Agora

Estive como palestrante no Rio de Janeiro no Inspira-FENAE 2018.  , evento para 700 pessoas sorteadas entre 10.000 inscritos (funcionários da Caixa) no Brasil. Enquanto aguardava a meia hora da minha palestra, no fim do primeiro dia, assisti uma extraordinária, interrompida por aplausos diversas vezes, e aplaudida de pé no fim. É praticamente a mesma palestra acima, dada por Clóvis de Barros Filho, em 29 de junho de 2016, na TEDx Talks.

É engraçadíssima — e faz pensar. Depois fui lhe parabenizar na Sala dos Palestrantes. E fiz a transição para a minha inspirada na sua reflexão. Disse à plateia: “os economistas da felicidade desejam afastar a política da busca cega de riqueza para a melhoria das condições de vida reais. Mas adotaram uma argumentação onde a felicidade é apresentada como uma simples sensação privada — um estado de espírito psicológico passageiro –,  sem uma ligação intrínseca a viver bem.

Por que não admitir diretamente ser a nossa preocupação com a vida boa – e deixar a felicidade surgir por si mesma?

bens essenciais para uma vida boa, de maneira geral, não apenas a algum conceito particular e local da vida boa.

Necessitam ser universais, isto é, acessíveis a todos os seres humanos:

1. Saúde: sem impedimento do corpo;

2. Segurança: sem sofrer por violência física ou econômica;

3. Personalidade: espaço privado para se assumir de maneira autêntica e pessoal;

4. Respeito: mútuo, tolerância, civilidade;

5. Harmonia com a Natureza;

6. Amizade: afeto desinteressado, com igualdade e solidariedade;

7. Lazer: atividade criativa em lugar de trabalho alienante sem despertar interesse por seu produto ou resultado.

Continue reading “Felicidade é Aqui e Agora”

Lançamento do Projeto Brasilianas

O Projeto Brasilianasuma plataforma para organizar os estudos e as propostas de políticas públicas elaboradas por intelectuais brasileiros em colaboração voluntária — é uma iniciativa do Jornal GGN, que conta com o apoio da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica).

Na 2ª feira, 6 de Novembro de 2017, de 9h às 17h, Local: PUC-SP – Auditório 333 – R. Monte Alegre, 984 – Perdizes, São Paulo – SP, 05014-901, haverá o lançamento do projeto, em um seminário que levantará alguns dos temas a serem discutidos.

Programação:

Continue reading “Lançamento do Projeto Brasilianas”

Apresentação sobre Impacto do Juros em Riqueza Financeira e Desigualdade Social

Segue o link da apresentação em Preziclique em setas para ver a apresentação e no mouse para zoom  — de minhas alunas no curso Métodos de Análise Econômica 2017 sobre Fontes e Usos de Informações: Ana Carolina Cabrino, Ana Clara Trivelato, Natália Vial.

Veja o Gapminder com Gráfico Dinâmico do Coeficiente de Gini do Brasil e outros países para comparação na linha do tempo: Gapminder sobre Desigualdade

Confira sua posição social na Calculadora da Desigualdade na América Latina: Calculadora da Desigualdade

Evolução da Desigualdade de Renda no Brasil e no MundoNexo Jornal

XXII CBE: Política Macroeconômica e Retomada do Crescimento

Participarei hoje de uma mesa-redonda no Congresso Brasileiro de Economistas de 2017 com o Nelson Barbosa, Antônio Correa Lacerda e Sílvia Maria Matos. Download de minha apresentação: FERNANDO N. COSTA – XXII CBE – Política Macroeconômica e Retomada do Crescimento

Confira os dados da DataViva sobre o Ensino Superior de Economia no Brasil: o curso de Economia é o 37º em número de matrículas no Brasil. A universidade que possui mais alunos é Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, com 1,64 mil estudantes. No total, o curso de Economia possui 49,4 mil alunos matriculados em todo o país. Nos últimos seis anos (2010 a 2015), foram 36,58 mil concluintes, ou seja, a média de 6,1 mil / ano. Se essa fosse a média nos últimos 35 anos (e todos os concluintes exercessem a profissão), estariam na vida profissional ativa cerca de 213,4 mil economistas.

NÚMERO DE ALUNOS MATRICULADOS EM 2015: 50,4 Mil

NÚMERO DE INGRESSANTES EM 2015: 12,6 Mil

NÚMERO DE CONCLUINTES EM 2015: 6,23 Mil

Obs: para comparação, em 2015, o IE-UNICAMP tinha 547 matriculados e teve 91 concluintes com idade média de 22 anos.

Escrevi o artigo abaixo como preparação de parte de minha apresentação no XXII Congresso Brasileiro de Economistas em BH-MG.

  Continue reading “XXII CBE: Política Macroeconômica e Retomada do Crescimento”