ECO 200 – Macroeconomia

UnicampCurso de Especialização em Economia Financeira

Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas

Maiores Informações: Secretaria de Extensão (das 09h00 às 21h00)  Fone: (019) 3521-5709 / 3521-5834
E-mail: extensao@eco.unicamp.br :http://www.eco.unicamp.br

Macroeconomia – carga horária: 30 horas

Prof. Titular Fernando Nogueira da Costa

OBJETIVO:

O objetivo geral do curso é mostrar como o conhecimento multidisciplinar possibilita uma melhor análise para as diversas tomadas de decisão econômico-financeira, no nosso cotidiano, sistematizando o conhecimento genérico do cidadão e socializando o conhecimento específico do economista. O primeiro objetivo parcial é examinar microfundamentos da macroeconomia através das teorias das decisões básicas dos agentes econômicos ou das firmas. O segundo objetivo parcial é examinar macrofundamentos da microeconomia através das teorias dos principais problemas resultantes sistêmicos (inflação, desemprego, ciclo econômico e crise cambial) e das relações internacionais entre as decisões de políticas macroeconômicas, em economia aberta. Portanto, diversas disciplinas (economia monetária, microeconomia, macroeconomia e economia internacional) serão apresentadas de maneira integrada ou articuladas entre si.

PROGRAMA E BIBLIOGRAFIA:

O programa seguirá a ordem de apresentação do livro Economia em 10 Lições (São Paulo, Makron Books, 2000), cuja autoria é do professor do curso. As dez aulas propiciarão uma leitura dirigida, com foco nas respostas das seguintes perguntas-chave.

Leia também23 Coisas que não nos Contaram sobre o Capitalismo – Ha-Joon Chang

Continue reading “ECO 200 – Macroeconomia”

Economia no Cinema 2016

UnicampUNICAMP – Universidade Estadual de Campinas

INSTITUTO DE ECONOMIA

CURSO DE GRADUAÇÃO

CE858 (catálogo a partir de 2010) – TÓPICOS ESPECIAIS DE ECONOMIA III – “ECONOMIA NO CINEMA” (ELETIVA)

Horário: terça-feira (21:00-23:00) e quinta-feira (19:00-21:00).

Prof. Dr. Fernando Nogueira da Costa

Objetivo: delinear uma alternativa ao ensino tradicional de Economia via livro-texto, usando filmes, documentários e palestras para aplicar conhecimento econômico em suas interpretações. Conceitos podem ser introduzidos com de leitura de livros, reforçados através do cinema e, em seguida, fixados através de palestra e debate em sala-de-aula. A intuição e a imaginação dos alunos estão envolvidos nesse processo por meio da ação de relacionar os conceitos que aprenderam, lendo ou assistindo aulas/palestras, com a “vida no mundo real” retratada de maneira artística nos filmes.

Além da apresentação de duas referências analíticas, uma com base em Institucionalismo, outra baseada em Ambientalismo, em 2016, o foco estará dirigido para o Desenvolvimento Mundial, focalizando especialmente as características socioeconômicas e culturais do G5 – Inglaterra, Estados Unidos, França, Alemanha, Itália e Japão –, e dos BRICS – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul –, além de tratar de grandes temas geopolíticos contemporâneos como a Economia do Petróleo, inclusive o Conflito no Oriente Médio, e o Extremismo Terrorista. Outra inovação didática será a utilização de Palestras TED sobre esses temas. Continue reading “Economia no Cinema 2016”

Ensina-me a Investir (e a Ver Bons Filmes, senão a Viver)

Filmes sobre FinançasLuciana Seabra (Valor, 27/07/15) publicou uma reportagem que se relaciona com o tema do meu curso Economia no Cinema.  Reproduzo-a abaixo e, desde logo, destaco que meu drama favorito sobre a Crise Financeira de 2008 é o Margin Call: O Dia Antes do Fim” (tem no Netflix). Sugiro ler a monografia de Carolina Alonso que orientei. Está para download em: A Crise vista no Cinema.

Assistir à saga da família de Fabiano em meio à seca nordestina no filme “Vidas Secas” ensina ao investidor que ele deve ser resiliente. De forma mais concreta, por meio de referências à crise de 2008, “Grande Demais para Quebrar” também dá seu recado: nunca se deixe levar por promessas de ganhos fáceis. Os filmes, dirigidos por Nelson Pereira dos Santos e Curtis Hanson, são duas das oito obras que, na opinião de quatro renomados gestores brasileiros, trazem lições para o investidor.

Os sócios-fundadores da Gávea Investimentos, Arminio Fraga; da IP Capital Partners, Roberto Vinhaes; da SPX, Rogério Xavier; e da Teorema Gestão de Ativos, Guilherme Affonso Ferreira, mandaram suas sugestões, a pedido do Valor, para a videoteca do investidor.

Continue reading “Ensina-me a Investir (e a Ver Bons Filmes, senão a Viver)”

Economia Interdisciplinar

 UnicampUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – INSTITUTO DE ECONOMIA

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO

HO 450 TÓPICOS AVANÇADOS EM TEORIA ECONÔMICA — TEMA: “ECONOMIA INTERDISCIPLINAR”

Prof. Dr. Fernando Nogueira da Costa

Objetivo: Debater a nova fronteira teórica da Ciência Econômica que se inspira em metodologia de Outras Ciências, tanto em Ciências Humanas como Economia Comportamental (ou Psicologia Econômica), quanto em Ciências Sociais como Economia Institucionalista (ou Sociologia Econômica weberiana), e até mesmo em Ciências Naturais como Economia Evolucionária (ou Biologia Evolucionista darwiniana). Pretende-se também analisar se a Economia da Complexidade (ou Engenharia da Computação econômica) integra esses diversos insights e escalas de análise interdisciplinares, reintegrando a partição da realidade realizada pelas diversas Ciências Afins.

Programa e Bibliografia: a proposta é fazer três seções com cada um desses quatro tópicos:

  1. primeira: uma aula expositiva com o entendimento do professor para dirigir a leitura,
  2. segunda: um seminário entre alunos e professor com um (ou mais) aluno(s) apresentando as questões-chave sobre o tema, e
  3. terceira: apresentações individuais (e debate) de resenhas sobre a literatura, dividindo o trabalho de leitura de cinco obras. Dica: Como Ler Livros: O Guia Clássico da Leitura Inteligente.

As duas aulas finais serão utilizadas para debater os Textos para Discussão sobre os Temas do Curso, escritos, gradualmente, a partir das resenhas elaboradas por cada aluno, servindo como forma de avaliação do desempenho.

Resenha da Literatura — o método abrange quatro páginas:

  1. Primeira, contextualizar o livro dentro de algum debate, mostrando qual é o “estado-da-arte”;
  2. Segunda, resumir o que diz o(s) autor(es) em suas próprias palavras, sem nenhum adjetivo;
  3. Terceira, confrontar a segunda parte com a primeira, isto é, mostrar o que o autor avançou em relação ao debate;
  4. Quarta, concluir dizendo o que  o autor da obra resenhada poderia ter avançado e não o fez, ou seja, apresentando a contribuição original/pessoal do autor da resenha ao avanço do debate.

Texto para Discussão — vinte páginas com a seguinte estrutura de apresentação:

  1. Introdução (uma/duas página(s)): uma visão sumária de seu objetivo, hipóteses de análise e  da metodologia empregada.
  2. Economia Comportamental (ou Psicologia Econômica):  três/quatro páginas.
  3. Economia Institucionalista (ou Sociologia Econômica weberiana):  três/quatro páginas.
  4. Economia Evolucionária (ou Biologia Evolucionista darwiniana):  três/quatro páginas.
  5. Economia da Complexidade (ou Engenharia da Computação econômica):  três/quatro páginas.
  6. Conclusão (duas/três páginas): uma visão pessoal dos principais resultados alcançados pelo pensamento econômico interdisciplinar.
  7. Bibliografia (uma página).

Continue reading “Economia Interdisciplinar”

Métodos de Análise Econômica 2015

UnicampUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS
Instituto de Economia

CE-542 – MÉTODOS DE ANÁLISE ECONÔMICA V — 2º semestre de 2015

Prof. Dr. Fernando Nogueira da Costa

Ementa: Métodos e Instrumentos de análise de conjuntura econômica. Indicadores de instituições nacionais e multilaterais.

Horário: segunda-feira e quarta-feira no mesmo horário (8:00-10:00). Reservada a Sala IE-12?

Programa:

Bibliografia Básica:

COSTA, Fernando Nogueira da. Ensino e Pesquisa em Economia – Métodos de Análise Econômica. Campinas, IE-UNICAMP, 2014. Continue reading “Métodos de Análise Econômica 2015”

Economia Monetária – 2016

UnicampINSTITUTO DE ECONOMIA

Maiores Informações: Secretaria de Extensão (das 09h00 às 21h00)

Fone: (019) Fone: (019) 3521-5709 / 3521-5834

E-mail: extensao@eco.unicamp.br :http://www.eco.unicamp.br

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ECONOMIA FINANCEIRA (ECO-200)

ECO-201        ECONOMIA MONETÁRIA

EMENTA: Origem, formas de moeda e funções do dinheiro. Teoria Financeira de Hyman Minsky. Regulação econômica. Debate sobre Independência do Banco Central. Formação da Taxa de Juros. Debate sobre Juros e Inflação. Formação da Renda e Poupança. Debate sobre Poupança. Riqueza Financeira.

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Prof. Dr. Fernando Nogueira da Costa

MÉTODO DIDÁTICO: reunir teoria e debate sobre cada tema. Em uma aula, serão apresentados fundamentos teóricos para a análise de alguma questão monetária, na seguinte, esses fundamentos serão aplicados ao estudo do caso brasileiro. Continue reading “Economia Monetária – 2016”

Economia no Cinema 2015

UnicampUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS

INSTITUTO DE ECONOMIA

CURSO DE GRADUAÇÃO

CE908 (catálogo até 2009) / CE858 (catálogo a partir de 2010) – TÓPICOS ESPECIAIS DE ECONOMIA III – “ECONOMIA NO CINEMA” (ELETIVA)

Prof. Dr. Fernando Nogueira da Costa

Objetivo: delinear uma alternativa ao ensino tradicional de Economia via livro-texto: usar filmes para aplicar conhecimento econômico em suas interpretações. O documentário é um meio visual e de áudio poderoso e atraente para a transmissão de informações. Complexos e, por vezes, intrigantes conceitos econômicos podem ser mais facilmente digerido por alunos cinéfilos. Eles se beneficiam de exemplos retirados de filme para ilustração de temas cuja análise pode ser reforçada através de discussão em classe. Conceitos podem ser introduzidos com de leitura de livros, reforçados através do cinema e, em seguida, fixados através de discussão. A intuição e a imaginação dos alunos estão envolvidos nesse processo por meio da ação de relacionar os conceitos que aprenderam, lendo ou assistindo aulas/palestras, com a “vida no mundo real” retratada de maneira artística nos filmes. Assim estimulados, os alunos se moverão em direção à apropriação intelectual do tema apresentado, o que implicará em retenção mental, em longo prazo, de conceitos econômicos. Continue reading “Economia no Cinema 2015”