Gestão Profissional ou Austera do Flamengo

 

Gastos dos ClubesEu estranhava que o clube de futebol com a marca mais preciosa do País, já que sua torcida se espalha do Rio de Janeiro “para cima”, não conseguia ter uma gestão financeira profissional, saneando-a e rentabilizando-a. Com ela, daqui a pouco, terá condições de investir em jovens jogadores de futebol promissores e não em “medalhões” em fim-de-carreira para marketing de curto prazo junto à torcida, tipo “me engana que eu gosto”.

Robson Sales (Valor, 13/04/15) informa que, no confronto financeiro entre as duas maiores torcidas do futebol brasileiro, o Flamengo bateu o Corinthians em 2014. O clube carioca apresentou um crescimento de 27% na receita bruta, somando R$ 347 milhões, segundo relatório obtido pelo Valor. Já o time paulista, ao contrário, teve queda de 12% na receita total, em relação ao ano anterior, atingindo a marca de R$ 258 milhões, de acordo com o balanço divulgado em fevereiro pela diretoria de finanças.

Os clubes tinham até o fim de abril de 2015 para apresentar os balanços do ano passado. Consultorias esportivas ouvidas pelo Valor dizem que o Flamengo será o clube que terá feito a maior amortização da dívida em 2014. Até o ano passado, o clube carioca era o mais endividado do país. Segundo a agência BDO, a dívida líquida era de quase R$ 760 milhões, entre débitos trabalhistas e fiscais.

Continuar a ler

Lei de Responsabilidade Fiscal no Futebol

Ajuste no Campo de Futebol

Post elaborado por Emerson Gonçalves apresenta o estudo do Itaú BBA sobre a perspectiva no futebol da Lei de Responsabilidade Fiscal no Esporte. É ainda um estudo preliminar sobre o que poderão ser os números de 2014, que serão conhecido durante o mês de abril (30 de abril é o prazo final por lei para publicação dos balanços) e também uma prévia sobre os resultados de 2015.  Daqui alguns meses, teremos mais uma edição da análise completa dos clubes brasileiros, a exemplo dos últimos anos.

Essa primeira arrancada do ano foi limitada aos 12 clubes de maiores torcidas pela maior abundância de informações financeiras. Mesmo assim, cumprindo um preceito básico das boas práticas financeiras, somente sete desses doze clubes apresentaram ou divulgaram seus balancetes no decorrer desse ano que passou: Corinthians, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Internacional, Palmeiras e Santos. Sobre os outros cinco – Atlético Mineiro, Botafogo, Cruzeiro, São Paulo e Vasco, o trabalho foi feito a partir de projeções dos números de 2013, complementadas por informações através da imprensa. Um ponto importante a ser considerado também nesse estudo, é que os autores não contataram os clubes em nenhum momento. Todo o trabalho é realizado a partir dos balanços e balancetes públicos e informações da imprensa.

De acordo com Cesar Grafietti e Pasquale Di Caterina, autores desse trabalho, o “objetivo não é acertar os dados, mas ter uma indicação de para onde vão os clubes se a situação seguir na direção que as premissas apontam”.  Posteriormente, ao elaborar a Análise dos Clubes Brasileiros – 2014, será possível verificar até que ponto essa visão preliminar está correta e, ao mesmo tempo, ter uma melhor ideia sobre o cenário para esse ano em curso.

A novidade nesse estudo é a inclusão da Lei de Responsabilidade Fiscal no Esporte, com base no que foi discutido no Congresso Nacional, de como os clubes se comportarão nesse ano tendo que honrar seus compromissos fiscais em duas pontas: os atrasados e os impostos correntes. Continuar a ler

Cruzeiro: O Peso da Moeda

Vendas do Cruzeiro 2001-2015

Tostão (FSP, 29/01/15) diagnosticou: “Acabou a excelente equipe do Cruzeiro. Pena! Agora, só existe um bom, razoável, volante, Henrique. Leandro Damião tinha mais chances de ser artilheiro se jogasse no time do ano passado, que criava muitas chances de gol.

Mas há ainda esperanças. O jovem uruguaio De Arrascaeta é um bom jogador. O chileno Mena é superior a Egídio.

Júlio Baptista está muito pesado para participar da marcação, trocar passes no meio-campo e chegar à frente, para fazer gols. Ricardo Goulart fazia tudo isso. Júlio Baptista poderia ser experimentado de volante, posição em que melhor atuou na carreira. É alto, forte, desarma bem e, com a bola, de frente, sem a marcação de perto quando atua como meia, poderia ter um bom passe.”

Vários são os fatores econômicos que fizeram com que o Cruzeiro vendesse muitos jogadores neste início de temporada:

  1. propostas vantajosas para o pool de investidores que se associaram para deter os passes de jovens jogadores que compraram barato e venderam caro,
  2. falta de condições de competir com clubes estrangeiros ricos como o Real Madrid ou de moeda forte como os da China e Dubai, que seduzem os jogadores com altíssimos salários anuais, e
  3. necessidade de colocar as contas em dia, inclusive pagando dívidas.

Continuar a ler

Cruzeiro: Campanha Mais Que Perfeita no Campeonato Brasileiro de 2014

Classificação Final do Campeonato Brasileiro de 2014Estatísticas 2014 AEstatísticas 2014 B

Desempenho Cruzeiro 1 T 2014Desempenho 2 T 2014

Fonte: http://www.footstats.net/

O Cruzeiro conquistou o Campeonato Brasileiro de 2014 com 80 pontos – 24 vitórias, 8 empates e 6 derrotas. O número é um recorde na era dos pontos corridos com 20 times. A marca anterior era do São Paulo de 2006, com 78 pontos. Nos pontos corridos com 24 times, também o Cruzeiro alcançou maior número de pontos em 2003.

A “campanha ideal” é considerada aquela em que se ganha todos os jogos em casa e pelo menos empata todos os jogos fora de casa. Com ela se conquista 76 pontos: (19 X 3 = 57 pontos) + (19 X 1 = 19). Meu time, compensando 2 derrotas e 2 empates em casa com 9 vitórias fora, a superou!

Seu índice de aproveitamento foi de 70% contra os 66% idealizados. Observe que o segundo grupo de aproveitamento (São Paulo, Internacional e Corinthians) alcançou 61% (cerca de 69 pontos) e o terceiro (Atlético-MG, Fluminense e Grêmio), 54% (cerca de 61 pontos). Esses seis times competiram, de fato, pela classificação para a Copa Libertadores da América; os outros lutaram para se manter na Série A

A última vitória foi a 24ª, novo recorde na era dos pontos corridos do Campeonato Brasileiro.

Fred (torcedor cruzeirense) sagrou-se o artilheiro do Campeonato Brasileiro 2014. O atacante do Fluminense marcou 18 vezes, contra 16 de Henrique, do Palmeiras, e 15 de Ricardo Goulart e Marcelo Moreno, ambos do Cruzeiro. Esta foi a segunda vez que o ex-cruzeirense foi o maior goleador do torneio. Em 2012, ele fez 20 gols. Volte para o Cruzeiro!

Pela segunda vez consecutiva, Everton Ribeiro obteve o melhor desempenho individual segundo as estatísticas. Foi eleito o craque do campeonato.

2 X 1 Gol do Marcelo Moreno contra Fluminense 071214

Campeões Nacionais de Futebol

Tetra Campeão Brasileiro 2014 Poster do Campeão Brasileiro de 2014Cruzeiro 2014 Gols e Assistência371 rodada 2014Colocações 2013 X 2014Títulos consecutivos no Campeonato BrasileiroClubes brasileiros com mais títulos nacionaisRécorde nos pontos corridos 2003-2014Públicos e Renda do Cruzeiro em 2014

Confira a seleção do Campeonato Brasileiro de 2014, formulada no esquema 4-4-2, segundo a CBF:

Goleiro: Jefferson (Botafogo)
Lateral-direito: Marcos Rocha (Atlético)
Zagueiros: Dedé (Cruzeiro) e Gil (Corinthians)
Lateral-esquerdo: Egídio (Cruzeiro)
Volantes: Lucas Silva (Cruzeiro) e Souza (São Paulo)
Meias: Éverton Ribeiro (Cruzeiro) e Ricardo Goulart (Cruzeiro)
Atacantes: Diego Tardelli (Atlético) e Guerrero (Corinthians)

Técnico: Marcelo Oliveira (Cruzeiro)

Revelação: Érik (Goiás)
Craque do campeonato: Éverton Ribeiro (Cruzeiro)

O site Superesportes informa que a conquista do bicampeonato brasileiro do Cruzeiro em 2014 colocou o clube na lista de seis agremiações com duas taças consecutivas. Apenas Santos (5), Palmeiras (em duas ocasiões), Internacional (2), Flamengo (2), Corinthians (2), São Paulo (3) e Cruzeiro (2) conseguiram a façanha de, no mínimo, dois títulos consecutivos. Mas o feito vai além das honrarias, pois garante prêmio milionário ao campeão: receberá R$ 9 milhões.

Garante a manutenção da base do elenco e a reposição, para 2015, de posições-chaves em que, no ano corrente, atuaram jogadores emprestados: lateral-esquerdo (Samúdio) e centro-avante (Marcelo Moreno). Além dessas, há jogadores com mais de 30 anos (Borges, Dagoberto, Júlio Batista, Tinga, Ceará, etc.) que, brevemente, estarão completando suas carreiras profissionais vitoriosas.

Continuar a ler

Cruzeiro: Tetra-Campeão Brasileiro

Cruzeiro Tetra-Campeão em 201436a rodada 2014Rodada a Rodada 35a

O Cruzeiro já igualou (podendo ainda superar) o número de pontos conquistados no ano passado! Garantiu o título pelo segundo ano consecutivo na principal competição do futebol nacional.

Por que? Administração profissional, planejamento, estrutura, elenco, técnico, tudo isso junto deu o tetra-campeonato (bi seguido) — e a sexta final da Copa Brasil! Já ganhou quatro… Continuar a ler

Chances para ser Campeão Brasileiro em 2014

 

Campanha do Cruzeiro 2014 X 2013Com o empate do São Paulo contra o Inter (1 a 1), nessa quarta-feira (13/11/14), no Morumbi, o Cruzeiro precisa de três vitórias nas últimas cinco rodadas para assegurar matematicamente o tetracampeonato.

O time de Marcelo Oliveira está com 67 pontos em 33 partidas disputadas. Caso triunfe três vezes nas rodadas finais, somará 76 pontos e não poderá ser alcançado.

O Tricolor Paulista, principal perseguidor celeste, está com 63 pontos em 34 partidas – um jogo a mais que o clube celeste. Caso o São Paulo vença os quatro jogos que lhe restam conquistará 75 pontos.

Segundo o site Chance de Gol, o Cruzeiro tem 93% de probabilidade de conquistar o Campeonato Brasileiro. O São Paulo, por sua vez, tem 5,8%. As chances são irrisórias para Inter, Grêmio, Atlético, Corinthians e Fluminense.

Partidas finais do Campeonato Brasileiro:

Santos x Cruzeiro – Vila Belmiro
Grêmio x Cruzeiro – Arena do Grêmio
Cruzeiro x Goiás – Mineirão
Chapecoense x Cruzeiro – Arena Condá
Cruzeiro x Fluminense – Mineirão

Classificação Campeonato 2014 na 29a rodada

Os concorrentes ao título de Campeão de 2014 agora parecem restritos a Cruzeiro, São Paulo, Internacional, Atlético, Corinthians e Grêmio. Santos e Fluminense, mesmo se ganharem todos os 9 jogos restantes, somariam 27 pontos aos 45, ficando com 72 pontos em segundo lugar. Eles brigam ainda por vaga no G4.

A conta que tem de ser feita é: em possíveis 27 pontos (faltam 9 rodadas para o final), quantos pontos faltam para cada time atingir 73 pontos — patamar histórico dos times campeões desde que o campeonato passou a ser disputado por 20 times. Os vice-campeões atingiram no máximo 72 pontos.

Considerando essa meta, faltam para:
Cruzeiro: 14 pontos = 5 vitórias em casa (15 pontos) ou 4 em casa e 2 empates fora;
São Paulo: 21 pontos = 7 vitórias em 9 jogos, ou seja, só poderá perder 2 jogos e não empatar nenhum — pelo seu índice de aproveitamento (60%), a expectativa seria mais 4 vitórias (16 pontos) em casa;
Internacional: 23 pontos = 7 vitórias e 2 empates em 9 jogos;
Atlético-MG: idem, tem de ficar invicto até o final.
Corinthians: 24 pontos = 8 vitórias nos 9 jogos restantes;
Grêmio: 26 pontos = 9 vitórias, ou seja, basta um empate para ser impossível, matematicamente, a conquista caso o padrão histórico se repita.

Continuar a ler