Pós-carwash, o carsharing: Programa de Compartilhamento de Automóveis

Carros Elétricos

Eduardo Laguna (Valor, 08/07/16) informa que um programa inédito de compartilhamento de automóveis lançado no início deste mês em Fortaleza (CE) abriu as portas do país a carros elétricos de origem chinesa. Dois modelos importados da China – o pequenino Zhi Dou, do pouco conhecido Xindayang Group, e o crossover E6, um hatch com características de perua produzido pela BYD – foram escolhidos para compor a frota do serviço, que começa com cinco veículos, mas que, conforme o cronograma do projeto, já terá 20 unidades rodando na capital cearense a partir de setembro de 2016.

Responsável pela iniciativa, a Hapvida, maior operadora de saúde no Nordeste, investe R$ 7 milhões no que é o primeiro serviço público de carros compartilhados na América Latina, reproduzindo no Brasil um modelo implementado em Londres e Paris. A intenção do grupo não é fazer do “carsharing” – como o serviço é conhecido em inglês – um novo negócio, mas sim divulgar e vincular seu nome a uma alternativa de mobilidade sustentável, estampando sua logomarca em veículos de emissão zero.

Continue reading “Pós-carwash, o carsharing: Programa de Compartilhamento de Automóveis”

TV Paga ou Serviços de Streaming?

netflix_afp

Leia sobre GloboPlayCultura Digital – Carlos Safini – 21.06.2016

Maurício Stycer (FSP, 03/07/16) informa que, no Brasil, em abril de 2016, havia 18,91 milhões de contratos de TV por assinatura. Segundo a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), o serviço está presente em 28,37% dos domicílios brasileiros. Um ano atrás, em abril de 2015, quando chegou ao seu pico, o país contava 19,76 milhões de assinantes, alcançando 29,90% dos lares.

Além de não ter alcançado a simbólica marca de 20 milhões de assinantes, o encolhimento de quase 5% no mercado em um ano ocorre justamente num momento em que as ofertas de serviços chamados de “over the top” (OTT), via banda larga de internet, estão em crescimento em todo o mundo, inclusive no Brasil.

O movimento de cancelamento de pacotes de TV paga (a cabo ou por satélite) é estimulado não apenas pelo preço, mas também pela possibilidade de escolher melhor o que se deseja consumir.

Minha NET: CBO NET MAIS HD FUT CONF FID COMBO VIRTUA 60 MEGA FIDELIDADE FONE + NET FALE FIXO ILIMITADO. Soma no total NET TV R$ 204,90 + NET VIRTUA 60 MEGA R$ 129,90 + NET Fone R$ 65,91 = Valor total: R$ 400,71!

NETFLIX = custo de R$ 16,90 para até cinco dispositivos + custo da banda larga.

YOUTUBE = grátis + custo da banda larga NET VIRTUA 120 MEGA: R$ 299,90.

Continue reading “TV Paga ou Serviços de Streaming?”

Dica de Applemaníacos: Dobre a Performance do seu Mac com Upgrade para SSD

Teste - tempo de boot

 

Eduardo Marques (https://macmagazine.com.br/2014/09/06/dobre-a-performance-do-seu-mac-fazendo-um-upgrade-de-ssd/) fala sobre a possibilidade de turbinar o seu Mac fazendo um upgrade de RAM (Random Access Memory, ou memória de acesso aleatório). Não são todas as máquinas que ainda aceitam esse tipo de “intervenção do usuário”, mas, sem dúvida, esse tipo de upgrade vale muito a pena.

Porém, ele apresenta mais uma possibilidade que, na minha (FNC) opinião, tem um resultado ainda mais expressivo do que o upgrade de RAM: a troca do HDD (Hard Disk Drive, ou disco rígido) por um SSD (Solid-State Drive, ou unidade de estado sólido). Fiz esse upgrade e fiquei felicíssimo com a melhoria do desempenho de meu iMac!

É difícil quantificar os ganhos ao fazer essa troca — eles variam dependendo do modelo de HDD que você tem. Resumidamente, podemos dizer que você ganha, facilmente, o dobro de performance!

Além de performance, o SSD traz outros benefícios como menor probabilidade de apresentar falhas e menor ruído. Isso porque ele não conta com partes móveis, como um HDD. O meu iMac, que tenho há seis anos, antes estava muito barulhento por causa do desgaste do disco do HDD. Continue reading “Dica de Applemaníacos: Dobre a Performance do seu Mac com Upgrade para SSD”

YouTube + Netflix X TV Aberta

Net ou Tube

Em smart-TV, assistir belíssimos vídeos em 4K no YouTube, além de Palestras TED e outros cursos disponíveis online, além de diversos canais estrangeiros especializados em certos segmentos (futebol, automóveis, viagem, natureza, etc.) disputa a audiência do acompanhamento de séries de TV em 4K no Netflix. Sendo este o futuro da TV, vale ler a entrevista abaixo.

JACK NICAS (WSJ, 9 de Junho de 2016) avalia que Susan Wojcicki possui um lugar único da história da indústria tecnológica. Atualmente ela desempenha um papel essencial no futuro da mídia e também do entretenimento também.

Larry Page e Sergey Brin alugavam três quartos e uma garagem na casa de Wojcicki perto de Montain View em setembro de 1998, o mesmo mês em que eles incorporaram o Google Inc. Um ano depois, os dois fundadores a contrataram. Ela logo lançou o negócio de publicidade do Google, que tornou-se um dos maiores sucessos na história dos negócios. Ela também pressionou a empresa, agora uma unidade da Alphabet Inc., para comprar o YouTube em 2006.

Agora, como diretora-presidente do YouTube, a próxima missão de Wojcicki, de 47 anos, é transformar a central de vídeos em um negócio. Continue reading “YouTube + Netflix X TV Aberta”

Morte do CD, Viva a Música Digital!

Mercado de Música

Robson Salles (Valor, 02/05/16) dá informações sobre o estado atual do mercado de música, ou seja, como os sábios-criativos dependentes da música estão sobrevivendo às inovações tecnológicas. Com a morte do CD, viva a música digital!

Antes, com a morte do LP de vinil, tinha ocorrido um ganho para o consumidor com o relançamento de um grande estoque de músicas do passado que não se encontrava mais nas lojas. Agora, a escala de disponibilidade musical tornou-se universal. Por exemplo, eu fiz diversas playlists no Spotify com inúmeros gêneros musicais, entre outras, “África: Raízes da Música” e “Oriente-se, Rapaz” com músicas do Oriente Médio…

Muitas são cantadas em iídiche, ou seja, na língua germânica das comunidades judaicas da Europa central e oriental, baseada no alto-alemão do século XIV, com acréscimo de elementos hebraicos e eslavos. Na etimologia do inglês yiddish está jüdisch (deutsch) — judeu em alemão.

O avanço de 10,6% do mercado fonográfico brasileiro no ano passado – o maior desde os anos 90, quando as vendas de CDs começaram a encolher – parece indicar às empresas do setor que finalmente o comércio da música achou seu caminho após a chegada da internet.

A expansão das vendas da área digital foi de 45,1%, considerando músicas “baixadas” e ouvidas diretamente da internet (“streaming“). A fatia das vendas digitais no mercado total subiu de 48% para 61% no ano passado, em relação a 2014. E, pela primeira vez, a receita vinda da internet ultrapassou as vendas físicas no Brasil – movimento visto também no mercado mundial.

Continue reading “Morte do CD, Viva a Música Digital!”

Inovação Financeira e Tecnológica: Fintech

Fintech-Basics

Contra a pretensa ameaça de “desintermediação bancária” os grandes bancos brasileiros de varejo reagem também fornecendo aplicativos aos clientes para “mobile banking”, tanto para acesso a conta corrente e investimentos quanto para consultas e pagamentos com cartão de crédito.

Sérgio Tauhata (Valor, 09/05/16) avalia que o maior pesadelo dos bancos tradicionais hoje está bem aí no seu bolso ou bolsa. A chamada tecnologia financeira – ou, no jargão do mercado, “fintech“, uma contração dos termos em inglês “financial technology” – usa e abusa da mobilidade e da internet para implementar de modo eficiente e conveniente serviços antes restritos às instituições financeiras. Os principais palcos onde essa disputa tem sido travada são justamente os smartphones e tablets.

O que assusta os executivos é a possibilidade de o consumidor pular a intermediação, ou seja, o próprio serviço das instituições financeiras. Ainda é cedo para saber se os bancos têm motivos para preocupações, mas, em alguns poucos anos, as respostas estarão ao alcance de suas mãos.

O canal móvel avança a passos largos no Brasil. Pesquisa da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) com os sete maiores grupos financeiros do país, divulgada em dezembro, mostra que, no primeiro semestre do ano de 2015, 21% das transações se originaram de smartphones e tablets. No fim de 2014, as operações por meio de dispositivos móveis representavam apenas 14% do total.

Continue reading “Inovação Financeira e Tecnológica: Fintech”

10 Opções de Aplicativos de Comunicação

WhatsApp

Mais um “golpe do Poder Judiciário” no Brasil: desta vez mandou as operadoras de telefonia fixa e móvel bloquearem o serviço de mensagens instantâneas WhatsApp em todo o país por 72 horas. A medida começará a valer a partir das 14h desta segunda-feira (2 de maio de 2016). A decisão, de 26 de abril, é do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE). Onde?!😦

O arbítrio prejudicial à população é do mesmo juiz que, em março de 2016, mandou prender o vice-presidente do Facebook para a América Latina. Na época, a decisão ocorreu após a empresa não colaborar com investigações da Polícia Federal a respeito de conversas no WhatsApp em processo de tráfico de drogas. Para ser juiz não necessita, no mínimo, ter bom senso?!

Abaixo o UOL lista alternativas ao WhatsApp, mas que não possuem o “efeito rede” na mesma dimensão:

Continue reading “10 Opções de Aplicativos de Comunicação”