Poder no Mundo Digital

Virgilio Almeida é professor Associado ao Berkman Klein Center na Universidade de Harvard e foi secretário de política de informática no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação de 2011-2015. Danilo Doneda é professor da Escola de Direito da UERJ, doutor em Direito Civil e especialista em privacidade e proteção de dados. Ambos, Virgilio Almeida e Danilo Doneda (Valor, 12/05/17) escreveram artigo sobre as novas faces do poder no mundo digital. Nessa série de posts com reflexões sobre o admirável mundo novo, reproduzo-o abaixo.

“Uma pergunta cada vez mais relevante nos dias de hoje, colocada de modo simples, é: quem manda no mundo conectado pela internet? Ou melhor: quais são as forças que governam o mundo digital?

  1. São os governos soberanos, com jurisdição sobre seus territórios?
  2. É a ONU, que busca harmonizar entendimentos sobre questões globais? São as grandes corporações tecnológicas, como Google, Facebook, Uber, Amazon ou Apple, que detém informações e dados de boa parte da população? São as forças militares e de inteligência, que têm capacidade tecnológica para espionar e monitorar a tudo
    e a todos?
  3. São os políticos, que respondem aos novos tempos com propostas e projetos de lei que tentam (muitas vezes em vão) controlar o mundo conectado?
  4. Ou são os algoritmos, que cada vez mais tomam decisões sem influência humana direta? Continue reading “Poder no Mundo Digital”

Do protesto às urnas: O movimento homossexual na transição política (1978-1982)

Em 1982, pintando o mural acima, conheci o Herbert Daniel, “o último exilado”, que não foi anistiado pela ditadura militar por sua participação na luta armada. Ele nunca pegou em armas. Era um intelectual que apenas escreveu os Manifestos da VAR-Palmares e da VPR, assim como escrevemos, conjuntamente, a Plataforma Eleitoral de Liszt Vieira em 1982, primeira eleição com participação do Partido dos Trabalhadores. Conseguimos elegê-lo como Deputado Estadual do Rio de Janeiro!

Ele foi um grande amigo até sua morte por Aids. Dediquei post-mortem minha Tese de Livre Docência a ele. Infelizmente, seu companheiro desde a luta armada, Cláudio Mesquita, não teve tempo de recebê-la, pois teve um ataque cardíaco no dia da defesa. Lerei a dissertação abaixo com interesse, pois Daniel me contava as estórias do movimento homossexual na época.

O Jim — James Green, “o namorado da Dilma” 🙂 — está na reta final para a publicação do livro sobre a biografia de Herbert Daniel nos Estados Unidos.

James N. Green é Carlos Manuel de Céspedes Professor of Modern Latin American History, Distinguished Visiting Professor (Professor Amit), Hebrew University in Jerusalem, Research Fellow Watson Institute for International Studies, Brown University Director, Brown-Brazil Initiative.

PS: por falar na Dilma, leia sua entrevista exclusiva:
Dei entrevista sobre essa vivência para o autor da Dissertação abaixo, Rodrigo Cruz.

Prezadas e Prezados,


É com enorme satisfação e com alguma demora que agradeço a disponibilidade de cada um de vocês que, entre os anos de 2014 e 2015, concederam entrevistas, documentos e informações preciosas para a minha pesquisa de mestrado em Ciências Sociais sobre a relação entre o movimento homossexual brasileiro dos anos 1970 e 1980, as esquerdas e a política institucional
 
O referido trabalho do campo resultou na minha dissertação de mestrado, intitulada “Do protesto às urnas: O movimento homossexual na transição política (1978-1982)“, defendida em 14 de dezembro de 2015 na sede da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), em Guarulhos (SP), a qual foi aprovada pela banca examinadora, composta pelos professores Débora Alves Maciel (Unifesp, Orientadora), Júlio Assis Simões (USP) e Rafael De La Dehesa (College of Staten Island – The City University of New York). 

Continue reading “Do protesto às urnas: O movimento homossexual na transição política (1978-1982)”

Gestão Temerária na Petrobras

Segue o segundo artigo da série em cooperação com o economista Cláudio Oliveira. Nosso objetivo é revelar a realidade da Petrobras.
Agradeço por comentários. Peço divulgação.
 
sds,
Felipe Coutinho

Presidente da Associação dos Engenheiros da Petrobras

Leia maisO Mito da Petrobras Quebrada

Guinada à Esquerda do Partido Trabalhista Britânico

Gary Dymski tinha enviado o link para o Manifesto do Partido Trabalhista britânico: Labour’s Manifesto proposals could be just what the economy needs | The big issue.

Marsílea Gombata (Valor, 08/06/17) publicou breve reportagem sobre a guinada à esquerda do Partido Trabalhista britânico, que esvaziou a centro-esquerda no Reino Unido. Ela é uma resposta à falência de um modelo econômico incapaz de prover um Estado de bem-estar social mínimo. A afirmação é do cineasta Ken Loach (abaixo), para quem os trabalhistas antes da ascensão de Jeremy Corbyn se portavam como um partido de direita.

“É uma guinada essencial, viável eleitoralmente e resultado da situação econômica atual. As pessoas têm empregos precários, salários muito baixos, não conseguem se sustentar nem encontrar lugar para morar. Os serviços sociais estão ruindo, e os de saúde, falindo. É um projeto liberal claramente em colapso“, afirmou em entrevista ao Valor .

Para ele, trabalhistas como o ex-premiê Tony Blair criticam as posições mais à esquerda de Corbyn porque são políticos de direita dentro da legenda que era de centro-esquerda. “Blair é tão a favor do neoliberalismo como era [Margareth] Thatcher. Era o líder de um partido que deveria estar à esquerda, mas tinha políticas de direita.” Continue reading “Guinada à Esquerda do Partido Trabalhista Britânico”

Fora Temer! Diretas Já! Largo da Batata, 4 de junho de 2017

Estive, ontem, na manifestação Fora Temer / Diretas Já realizada sob forma de showmício em que artistas atuantes em São Paulo se uniram aos cariocas que fizeram na semana anterior evento semelhante em Copacabana. Largo do Batata se tornou a praia paulistana! Foi uma alegria!

Voltei ao ambiente da Campanha Diretas Já para conquistar o fim do regime militar nos anos 80. Vi olhos brilhantes cheios de esperança em refazer a história democrática do País, recém golpeada por oportunistas políticos em busca de proteção para seus malfeitos. Vivenciei emoção em conjunto com pessoas de todas as idades, todas lindas em busca de um ideal.

Felicidade envolve engajamento social para conquistar determinados objetivos possíveis. A felicidade pode e deve ser produzida ativamente: ela não nasce sozinha; mas a infelicidade nasce quando a pessoa, sem passar grandes necessidades para viver, vive apenas se entediando isoladamente.

O ser humano necessita viver em sociedade: vivenciar algo em conjunto, com o parceiro, o amigo, ou os filhos aumenta a experiência de felicidade. Aliás, para meu prazer, logo encontrei lá, entre outros, o Luís Nassif e a Laura Carvalho.

Quem vive em rede social presencial não se sente sozinho com seus medos!

Obstrução da Justiça + Tráfico de Influência + Prevaricação = Fora, Temer! E Trump!

O que tem de comum entre Trump e Temer? Obstrução da Justiça: um crime comum pelos quais Presidentes da República podem ser processados e cassados.

Este cargo eleito — ou nomeado pelos congressistas — exige seguir o Princípio da Impessoalidade, pois ele não se refere ou não se dirige a uma pessoa em particular, que tenha acesso privilegiado ao Estado, mas sim às pessoas em geral. Significa que a Administração Pública não pode atuar com vistas a prejudicar ou beneficiar pessoas determinadas, uma vez que é sempre o interesse público que tem que nortear o seu comportamento.

Receber e dar aval às ações corruptoras de um sujeito investigado pela Justiça que narra como ele está obstruindo, ilegalmente, a investigação e corrompendo agentes públicos?! Fora, Temer!

Continue reading “Obstrução da Justiça + Tráfico de Influência + Prevaricação = Fora, Temer! E Trump!”

Temer recuou da renúncia! Fora, Temer!

Presidente Michel Temer (Foto: AFP 13/12/2016)

O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), autorizou a abertura de inquérito para apurar se o presidente Michel Temer cometeu crime de obstrução à Justiça com base na delação premiada dos irmãos Batista, do grupo JBS.

O golpista recuou da renúncia para não perder o foro privilegiado. Prefere deixar o País perder a esperança de uma solução rápida para sua posição insustentável.

A permanência do golpista se tornará “insustentável” caso o PSDB, principal aliado da gestão peemedebista, entregue os cargos na gestão federal.

Se os quatro ministros tucanos fizerem uma espécie de renúncia coletiva, após declaração pública do presidente, o PSDB não se afogará junto, em um “abraço de afogados”. Outros ratos já pularam do navio afundando…

CUT/Vox Populi: 78% dos brasileiros desejam a cassação de Temer (Carta Capital)
https://www.cartacapital.com.br/politica/cut-vox-populi-78-dos-brasileiros-desejam-a-cassacao-de-temer

“Diretas Já”, o grito que assombra Temer mesmo sem eleições no horizonte (El País)
http://brasil.elpais.com/brasil/2016/09/05/politica/1473111255_638240.html

O presidente Michel Temer está inelegível pela Lei da Ficha Limpa? (BBC Brasil)
http://www.bbc.com/portuguese/brasil-37240587

Continue reading “Temer recuou da renúncia! Fora, Temer!”