Pirâmide Etária Brasileira

Pirâmides Etárias Absolutas

Indicadores Demográficos 2013

Pirâmide Etária 2002-2012Envelhecimento da População

Os dados do Censo 2010, divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), indicam que, no máximo 40 anos, a pirâmide etária brasileira será semelhante à da França atual. O país terá taxa de natalidade mais baixa e, com isso, média de idade maior. Há 50 anos, o país tinha o mesmo perfil etário do continente africano hoje: muitos jovens e crianças. Desde então, a população do país cresce em ritmo cada vez mais lento.

De acordo com o IBGE, a expansão demográfica média anual foi de apenas 1,17% nos últimos dez anos, ante 1,64% na década anterior. Nos anos 60, era de 2,89%.

A projeção oficial da população do IBGE cravou 201.032.714 de pessoas vivendo no país em 2013. Eram 199.242.462 no ano passado.

A partir de 2043, o país sofrerá um declínio de população, que terá prováveis implicações na economia com menos pessoas para produzir e gerar renda.

A redução da população será acompanhada de um acelerado envelhecimento. O grupo de mais de 65 anos será mais de um quarto (26,7%) dos brasileiros em 2060. Hoje, representa 7,4%.

O IBGE atribui o aumento do número de idosos à maior expectativa de vida e especialmente à queda da taxa de natalidade.

Em 2013, a taxa de fecundidade ficou em 1,77 filho por mulher – em 2000, estava em 2,39 filhos. Desde 2007, o índice já é menor do que o necessário para repor a população – já que um casal tem de ter, ao menos, duas crianças para “substituí-los”.

Por trás desse novo perfil, está a mudança do papel da mulher, sua maior inserção no mercado de trabalho e o aumento da sua escolaridade.

O Brasil terá de enfrentar em curto prazo os problemas causados pela queda populacional, que já ocorre em muitos países. Um país que perde população é uma sociedade em decadência. Há perda de poder econômico, menos pessoas em idade para trabalhar, para pagar impostos e para manter a Previdência dos mais velhos.

No entanto, o envelhecimento da população não é “ruim”, mas, sim, “algo se comemorar”. As pessoas estão vivendo mais e isso é uma boa notícia.

A mudança demanda ações de governo e da sociedade. Vamos precisar ampliar os serviços e os cuidados à população idosa. Ao mesmo tempo, serão menos necessários os serviços para as crianças.

O país vive agora o chamado bônus demográfico: quando a população em idade ativa (de 15 a 65 anos) é maior do que a de crianças e idosos, dependentes do sustento desse outro grupo.

O país deve aproveitar esse período para investir em formação e treinamento do jovem para aumentar a produtividade.

O país deve começar a se preparar para as transformações que já acontecem em países como a França. Temos a oportunidade de antecipar discussões como a da reforma da Previdência. Com um número de pessoas em idade ativa menor do que o de idosos, a solvência do sistema ficará ameaçada. Porém, até atingir esse estágio, o país será beneficiado pelo chamado “bônus demográfico”, caracterizado pela maior presença de adultos na sociedade. O predomínio da população produtiva vai dar condições de minimizar o impacto do envelhecimento nas contas públicas.

A redução do número de crianças deve permitir ao país melhorar acesso e qualidade da educação sem aumentar muito os investimentos. Haverá também transformações no mercado de produtos e serviços. Com mais adultos e idosos, são esperadas mudanças nos serviços de saúde, na construção civil e até em lazer.

O país vai ter cada vez mais idosos levando vida ativa. A economia vai ter que se adaptar às novas necessidades de consumo dessa população.

Leia maisEnvelhecimento no BrasilDemografia não é destino, mas importaCasamento, Fecundidade e Migração: Censo 2010Projeção da População do Brasil para o Período 2000-2060

60 thoughts on “Pirâmide Etária Brasileira

  1. gostaria de saber sobre, complexidade e mudança, reflexividade e pensamento critico,identidade e alteridade, convicção e firmeza ética,argumentação e assetividade. obrigada

  2. bom dia,
    achei muito interessante a sobreposição das pirâmides etárias da França – 2005 e Brasil – 2050. Trabalho na Prefeitura de Guarulhos e elaboramos a pirâmide etária com os dados do Censo 2010. Interessante notar que o formato é similar ao previsto para o Brasil em 2050. No início achei que tinha feito algo errado, mas com o seu estudo percebo que o fenômeno previsto para daqui a 40 anos já está ocorrendo em algumas partes do Brasil. Como estará a pirâmide para o Estado de São Paulo, vou tentar fazer e assim que conseguir, encaminho para, se possível, trocarmos algumas impressões. Obrigada.
    Suely

  3. Professor Fernando boa noite.

    Como já falei anteriormente acompanho seu blog e suas maravilhosas reflexões.
    Gostaria de saber se o senhor dará algum curso agora em 2011.

    Grato.

    • Prezado Wagner,
      estou de licença-prêmio neste ano letivo. Só tenho dado um curso de Extensão por bimestre. Não sei ainda o que darei em agosto. A partir de 13 de novembro de 2011, eu poderei me aposentar. No entanto, surgiu um convite para eu coordenar Projeto de Pesquisa sobre o Debate da Literatura Econômica a respeito do BNDES, que completará 60 anos no próximo ano. Caso seja aprovado, será projeto que coroará o encerramento de minha carreira acadêmica, pois embora tenha pesquisado todos os bancos comerciais, nunca pesquisei exclusivamente o BNDES, banco de fomento. Nesse caso, adiarei minha aposentadoria por 18 meses, voltando a ser professor ativo com todos os deveres (3 cursos/ano) e o direito de coordenar pesquisa na Unicamp.
      Boa nova: a EDUSP se comprometeu em publicar meu livro “Brasil dos Bancos” até setembro. Escrevi Posfácio atualizando-o com a fase 2008-2011.
      Att.

      • Professor parabéns em primeiro lugar pelo fato de ser professor e em segundo lugar, professor no Brasil, país em que a educação não é prioridade da União e os professores não são reconhecidos da forma que deveriam.
        Sou professor do Instituto Federal em Pernambuco e ainda estou no começo da carreira e me admira muito um profissional da área de educação se aposentando e continuando apaixonado pelo que faz.

        “Sapere Audi”

        Um grande abraço.

        OBS: Por favor me deixe informado em caso de alguma palestra ou cursos.

  4. Ola professor,

    Uma pergunta:

    Hoje, a populacao brasileira eh considerada segundo a faixa etaria, um pais jovem, em transicao ou jah eh um pais adulto???

    Grato.

  5. Boa tarde

    Gostaria de saber quantos idosos há somente na cidade de Porto Alegre: 70-80 anos, 80-90 anos.

    Att.

  6. Olá, muito interessante as imagens.
    Sob o aspecto da nossa piramede etaria, e a tendencia que os jovens tem de viverem cada vez mais sozinhos, podemos afirmar que o auge do crescimento das cidades/expansão imobiliária se dará durante os próximos 20 anos, tendo um elevado decréscimo daqui 25-30 anos?
    Você ja pensou em fazer um estudo acerca disso, e da provavel desvalorizacão dos imoveis a partir desse periodo, diminuicao dos centros urbanos e consequentemente do consumo/força de trabalho, podendo levar o país a estagnação/depressão economica?

    • Prezado Santos,
      não pensei no tema, mesmo porque não sou urbanista. Mas como economista, acho que a “destruição criadora” poderá ter outro efeito: implosão de imóveis, transformação dos locais em áreas de lazer e/ou de inovação tecnológica, aumentando a produtividade e o tempo livre de trabalho para ser usado criativamente.
      att.

  7. professor gostaria que o senhor aprofundasse mais esse assunto pois tenho que fazer um trabalho iportantisso para minha nota, mas cada blog que eu vejo só complica a minha cabeça então por favor prof se o senhor puder atender meu pedido ficarei grata,se não,valeu a tentativa.

    seu blog é otimo parabens!!!!!

  8. oi a minha professora passou um trabalho de geografia para mim e nele esta pedindo faixa etaria (piramide etaria) da populaçao brasileira e eu estou com duvidas sera se eu copiar o que voce escreveu vai tar certo por favor me responde

  9. Pingback: REFERÊNCIAS PARA O SIMULADO « Manoel de Jesus

  10. Professor na piramide aponta 51%mulheres 49 %homens e fico pensando que com a quantidade de gays deveria ter um campo para isso acho que porisso falta tanto homem e tambem a mortalidade por genero,o que o sr acha?

      • Dr Fernando Desculpe-me a palavra gay talvez seja apropriada outra palavra mais tecnica ,eu nao estou contestando direito nem opcao das pessoas ,cada um tem direitos e popcoes livres, nao e isso, eu fiz apenas uma pergunta muito seria, sobre indices pergunta apropriada para esse site , indice, eu gostaria de saber o indice de homosexualisto masculino e feminino ,deveria existir, pois pelo que tenho observado deve ser bastante alto ,entao esse indice de 49%homens e 51%mulheres fica assim alterado,o sr q me ofende de dizer que devo ter homofobia tenho amigos assim e observei um alto indice crescente, deveria existir um campo para isso na estatística, um abrco Marilda

      • Prezada Marilda,
        não foi minha intenção ofendê-la, mas sim alertar que há “palavras politicamente incorretas”, para as quais temos de ter cuidado em pronuncia-las ou escreve-las. “Gay” é referência preconceituosa a “rapazes de vida alegre”. Não creio que seja alegre a vida de quem não assume sua homossexualidade ou sofra preconceito por assumi-la.
        Por isso mesmo, é difícil obter respostas em pesquisa sobre a opção sexual: heterossexual, homossexual, bisexual, etc. Outra pesquisa é sobre gênero, apenas homem ou mulher.
        att.

  11. Sim você tem razão… eu não estava entendendo muito… mais conseguir entender…. suas piramides de ajudou muito e o texto também… Obrigado!!
    Espero que consiga tirar nota kkkkkk

  12. Prezado Prof. Fernando,
    Não conhecia o blog. Muito bom, parabéns e obrigada por dividir os conhecimentos com o público.
    Acabei de ler sobre o novo dado de média de filhos por mulher divulgado pelo IBGE e tive a curiosidade de pesquisar sobre pirâmide etária, já que durante meus tempos de escola aprendi sobre o envelhecimento da população e nunca mais me deparei com uma.
    Foi nessa busca que cheguei aqui. E tive a felicidade de conhecer o blog. =)
    Por outro lado, fiquei bastante chateada e preocupada com muitos dos comentários no post. Com indivíduos com dificuldade inclusive de escrever pesquisando sobre assuntos de tamanha complexidade. Não me admira que copiem e colem seu texto, imagino a dificuldade de compreensão sobre o que está sendo dito.
    Não que eu me ache super inteligente ou letrada, pelo contrário. Utilizo o corretor do word todos os dias por medo de errar. Mas fiquei assustada com a situação.
    Entendo que esse não seja o foco dos seus estudos, mas tenho curiosidade de saber como você se sente ao se deparar com essa situação? Imaginava que isso aconteceria quando idealizou o blog?
    E como imagina o futuro com a população envelhecendo e ao mesmo tempo com o número de faculdades de esquina aumentando a cada dia?

    • Prezada Gabriela,
      muito obrigado por seus pertinentes comentários e perturbadoras indagações.
      Há certo tempo eu me coloco tentando fazer o melhor que posso, dentro de minhas limitações, porém sem a ilusão de que eu conseguirei ver todas as transformações que desejaria no mundo. Não é fatalismo, que eu abomino, mas sim buscar ver algumas mudanças concretas para melhor, embora muitas vezes não seja perceptíveis. Há massificação do ensino. Haverá de chegar o momento da qualificação.
      Quando idealizei o blog, eu imaginava, de fato, algo restrito a “meu mundinho universitário”. Mas é com alegria que vejo ele sendo muito acessado, quase atingindo 1 milhão de visitas em menos de 3 anos! Eu não esperava essa “popularização”…
      O compartilhamento de ideias e gostos além do campus universitário está sendo proveitoso, creio, para mim e por meus seguidores. O blog me dá o prazer de, virtualmente, conhecer gente interessante como você! E o que é ofensivamente “lixo”, vai diretamente para ele…
      att.

  13. As pirâmides etárias são representações gráficas (histograma) da população classificada por sexo e idade. No eixo vertical (y) estão indicadas as diversas faixas etárias, enquanto que no eixo horizontal (x) está indicada a quantidade de população: as barras da esquerda representam a população masculina e as barras da direita representam a população feminina. Observe duas pirâmides etárias correspondentes a dois países que apresentam um perfil sócio-econômico bastante diferente.

  14. Caro professor como eu vou saber o nº de pessoas se não tem os dados em baixo da primeira piramide????

  15. Muito obrigado Professor Fernando .
    Logo que li , as palavras foram ficando mais claras na minha cabeça e finalmente consegui entender !
    Muito Obrigado mesmo , belas postagens

  16. Professor estou fazendo uma pesquisa na área do Direito do trabalho e preciso encontrar um conceito doutrinário sobre piramide etária, você poderia me indicar um livro onde encontro tal conceito? obrigado.

  17. meu nome e rubem
    ola professo gostaria muito de saber se sexo evoluio muito nos anos 70 ate aqui nos q nos estamos sim ou nao

  18. Super interessante, adoro blogs que tem postagens interessantes assim, e não sou nem adoleçente para fazer escolha.
    Meus parabéns!

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s