Música: Em Busca do Som Perdido

Som

Gustavo Brigatto e João Luiz Rosa (Valor, 17/03/15) publicaram reportagem sobre atualidades no mundo do som musical. O vinil, que surgiu no fim do século XIX, permaneceu como o padrão principal até os anos 80 do século passado. Foi um reinado de quase cem anos, que se encerrou com o surgimento do CD. Os disquinhos prateados, que pareciam definitivos, tiveram um domínio bem mais curto. No início dos anos 2000 foram depostos pela música digital, sob a hegemonia do formato MP3. Mas essa não é a palavra final. Novos formatos de música estão surgindo enquanto velhos hábitos voltaram a atrair o consumidor, o que inclui a ressurreição do vinil.

Segundo a IFPI, a associação internacional das gravadoras, as vendas globais de vinil vêm se recuperando desde 2007, tendo alcançado US$ 218 milhões em 2013. É uma mudança significativa em relação a 2006, quando o formato chegou a fundo do poço, com vendas inferiores a US$ 50 milhões. Os dados não levam em conta a inflação no período, mas, mesmo assim, indicam uma redescoberta dos velhos discos pretos.

Boa parte desse interesse está ligado à busca do consumidor pelo som mais puro que puder conseguir. Os CDs ganharam o mercado sob a promessa de que ofereciam uma qualidade muito superior à do vinil, sem os chiados característicos e inconveniências como os riscos que faziam uma faixa específica – geralmente a sua favorita – ficar “pulando” ou voltar ao início. A música digital pareceu ainda melhor por oferecer som de CD sem um suporte físico. Agora, são comuns as críticas de que a música digital é pasteurizada, por causa dos sistemas de compressão de arquivos, e não consegue reproduzir fielmente a qualidade da gravação. Faltaria calor, ou “alma”, à tecnologia. E onde estaria essa alma? No vinil!

Continuar a ler

Dicas do Reinaldo Cristo

Reinaldo CristoOs seguidores deste modesto blog devem ter acostumado a ler os comentários sempre instrutivos do Reinaldo Cristo. Ateísta militante, admiro-o não só por isso, mas também por sua disponibilidade em ensinar (e aprender), transmitindo seu vasto conhecimento, especialmente em Informática, para o amplo público navegante da internet de forma voluntária e gratuita. Ele já me deu dicas preciosas, entre as quais o post mais acessado Download Gratuito de Livros Clássicos de Ciências Humanas.

Só que agora necessito compilar algumas de suas dicas em um post que eu encontre facilmente. Por exemplo, meu iMac voltou a ficar com a navegação super-lenta, mesmo assinando banda larga da Net em 30 MB. Tentei mudar de navegador (brownser) do Chrome Google, onde não consigo acessar o próprio Gmail, para o Safari e daí para o Firefox e nada: continua lento!

Fiz uma limpeza nos arquivos temporários do meu navegador Chrome: Ctrl + Shift + Del (simultaneamente) > Marquei as checkbox que achei necessário > cliquei em Limpar dados de navegação. Também não resultou em aumento de velocidade.

Sobre o problema com os Vírus e Spyware segue suas recomendações. Continuar a ler

Bitcoin: Moeda Digital

Bitcoin

Michael J. Casey e Paul Vigna (WSJ, 28/01/15) publicaram uma reportagem adaptada do livro: “The Age of Cryptocurrency: How Bitcoin and Digital Money Are Challenging the Global Economy Order” (“A Era da criptomoeda: Como a Bitcoin e o dinheiro virtual desafiam a ordem da economia global”, em tradução livre) lançado no final de janeiro de 2015 nos EUA pela St. Martin’s Press.

Eles afirmam que tudo relacionado à bitcoin é envolto em uma aura de mistério. Cerca de US$ 500 milhões sumiram de uma bolsa on-line de Tóquio. Um promotor de Manhattan prendeu o vice-presidente do Conselho de Administração de sua plataforma de negociação mais importante, um jovem de 24 anos, sob acusação de lavagem de dinheiro relacionada a drogas. A identidade de seu criador permanece uma incógnita. Em 2014, ela perdeu 66% de seu valor e já caiu outros 44% nas primeiras duas semanas de janeiro de 2015. Na carta que enviou aos investidores no fim do ano, Warren Buffett foi enfático: “Fiquem longe dela.”

A moeda digital, conhecida mundialmente apenas como bitcoin, tem só seis anos, mas muitos de seus críticos já a consideram morta. Tais previsões lúgubres, porém, estão deixando de lado uma questão bem mais importante: independentemente da morte ou não da bitcoin, a tecnologia que a sustenta veio para ficar. E a tecnologia se tornará ainda mais influente à medida que desenvolvedores criam versões novas e melhores, e clones.

Nenhuma moeda digital vai remover o dólar de ser o padrão monetário hegemônico na economia mundial, enquando a confiança naquela não superar a neste, mas a bitcoin é muito mais que uma moeda. É um sistema descentralizado e radicalmente novo de administrar a forma que as sociedades trocam valores. É, simplesmente, uma das inovações mais poderosas no mundo das finanças em 500 anos. [???] Continuar a ler

Economia da Conveniência: Cenário Tecnológico de 2015

Tendências Tecnológicas de 2015

As 10 tendências que vão dominar o ano são:

  1. 5G,
  2. phablets,
  3. conveniência móvel,
  4. carteira digital,
  5. computadores de vestir,
  6. privacidade versus exposição,
  7. internet das coisas,
  8. “faça você mesmo”,
  9. 4K e
  10. omni-channel.

Continuar a ler

O Mundo Gira, Meu Blog Roda e O Mundo é Plano?!

5-anos-mudaram-internet-e-o-mundo

Em comemoração ao quinto aniversário deste modesto blog, vamos conferir como Thomas Friedman, em “O Mundo é Plano: Uma Breve História do Século XXI”, analisa uma das “dez forças que achataram o mundo”: o uploading.

As dez forças que resultaram na Globalização 3.0 foram:

  1. Nove de Novembro de 1989
  2. Nove de Agosto de 1995
  3. Softwares de fluxo de trabalho
  4. Uploading
  5. Terceirização
  6. Offshoring
  7. Cadeia de fornecimento
  8. Internalização
  9. Informação
  10. Esteroides

Mundo Gira Lusitana RodaO uploading permite a exploração do poder das comunidades de geeks. Elas colaboram entre si para criar um novo software e depois enviá-lo em arquivo de computador para o mundo. Isso se chama software desenvolvido em comunidade.

Graças à plataforma do mundo plano, mais e mais internautas estão na web oferecendo também suas próprias notícias e seus artigos de opinião, eliminando os jornais como intermediários ou filtrando  seus vieses ideológicos. Isso se chama fazer blog. Continuar a ler

Guia para Comprar Smartphone

Smartphone

Joanna Stern (WSJ, 02/01/15) publicou um guia para comprar o melhor smartphone. Pode ser útil para muitos internautas. Compartilho-o.

Agora é a melhor época do ano para comprar um smartphone. Todos os fabricantes lançaram seus melhores produtos para as compras de fim de ano e alguns podem ser encontrados em preços realmente baixos. E nenhuma novidade deve surgir antes de abril.

Depois de testar 25 smartphones novos, e avaliar tudo desde vida da bateria a qualidade da chamada ao desempenho da câmera, eu fiz minha lista dos melhores. Esses são os únicos que você deve considerar na hora da compra. Continuar a ler

Uso Inteligente de Celular Inteligente?

Uso de celular inteligente

O estudo mostra que a maioria dos usuários prefere conteúdo gratuito e costuma usar até dez aplicativos diariamente, mesmo que tenha mais arquivos instalados no celular. É mais comum um aplicativo ser desinstalado porque apresenta travamento e problemas técnicos do que por dificuldades de uso, por ser inferior a um concorrente ou porque o usuário cansou dele.

As redes sociais eram acessadas por 81% dos 1,8 mil entrevistados pela Nielsen Ibope em outubro. Em setembro de 2013, representavam 77% da amostra. Serviços de e-mail, vídeos, notícias, músicas e portais também conquistaram boa audiência.

Continuar a ler